Breaking News

38% dos brasileiros são devotos de santos, aponta pesquisa

Índice caiu quase 10 pontos na última década

 

por Jarbas Aragão

38% dos brasileiros são devotos de santos, aponta pesquisa

Na última quinta-feira (12), milhares de brasileiros comemoraram os 300 anos de veneração da santa conhecida como Nossa Senhora Aparecida. Em 1931, o presidente Getúlio Vargas a oficializou como padroeira do Brasil. Na época, o IBGE dizia que 95% da população era católica.

Mas segundo um levantamento do Instituto Datafolha, em 2017 apenas 38% cultuam um ou mais santos. Dez anos atrás, na primeira pesquisa do gênero, metade dos brasileiros (49%) afirmava ter um “santinho” de devoção.

O índice acompanha o declínio no percentual de católicos do país, que despencou para 52%. A pesquisa do Datafolha foi realizada em setembro, com 2.772 entrevistados de 194 cidades. Ao mesmo tempo, o Instituto constatou que os evangélicos são 32% da população.

Além do aumento no número de fiéis evangélicos, o declínio na devoção aos santos ocorre pelo “desengajamento religioso admitido por parte da população”, conclui o professor de sociologia da USP Ricardo Mariano.

Embora 98% dos brasileiros digam acreditar em Deus, segundo o Datafolha, aumenta o percentual daqueles que “não tem filiação religiosa”. Hoje são 8% da população, contra 0,46% no Censo de 1940.

O sociólogo Francisco Borba Ribeiro Neto, do Núcleo Fé e Cultura da PUC-SP, explica que, de modo geral, existem cada vez menos devotos de santos por que há um “processo de secularização da nossa sociedade”.

Além disso, multiplicou-se o chamado catolicismo “popular” ou “cultural”, um tipo de sincretismo religioso que mescla muita coisa. O exemplo dado por Mariano é da senhorinha que vai à Igreja Universal, consulta uma mãe de santo e paga promessa à Nossa Senhora Aparecida.

Ainda segundo o estudioso, o pentencostalismo começa a ganhar esse espaço tradicionalmente ocupado pelo catolicismo nas últimas décadas.

Apesar do declínio na devoção às imagens, o caso recente do apóstolo Agenor Duque (Igreja Plenitude do Trono de Deus), que comparou a Aparecida com uma garrafa de Coca-Cola acirrou os ânimos dos católicos na internet e mostrou que o assunto da idolatria ainda incomoda muita gente.

A “santa padroeira” ainda é a mais popular no país, com devoção de 19% dos católicos, conclui o Datafolha. Em um distante segundo lugar estão empatados São Jorge e Santo Antônio. São Francisco de Assim, Santo Expedito, Nossa Senhora de Fátima, São José e Santa Rita de Cássia tem, cada um, apenas 1% de devotos. Todos os demais somam 10%.

 

Extraído do site de notícias religiosas Gospel Prime
https://noticias.gospelprime.com.br/38-dos-brasileiros-sao-devotos-de-santos-aponta-pesquisa/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *