Breaking News

8º Festival Afro-Brasileiro de Maringá vai até dia 30

Da redação | Maringá | Publicado em 04 de novembro de 2016 | 17h11

 

 

Tema será “Protagonismo negro: desafios na cultura e perspectivas na educação” (Foto: EBC)
Tema será “Protagonismo negro: desafios na cultura e perspectivas na educação” (Foto: EBC)

 

Vai até o dia 30 deste mês de novembro a oitava edição do Festival Afro-Brasileiro de Maringá, com o tema “Protagonismo negro: desafios na cultura e perspectivas na educação”. Haverá exposições, debates e apresentações artísticas.

Programação

Na segunda-feira (7), das 8 às 16 horas, na Escola Municipal Odete Ribaroli Gomes de Castro, haverá oficina de capoeira primitiva. Na Escola Municial Gabriela Mistral, será a oficina de maracatu. Outra oficina de capoeira será realizada na Escola Municipal José Hiran Saleé. Já às 14 horas, na Escola Municipal Dr. João Batista Sanches, ocorrerá Teatro de Bonecos.

Novamente das 8 às 16 horas, mas na terça-feira (8), será realizada a oficina de capoeira primitiva na Escola Municipal Maestro Aniceto Matti, oficina de maracatu na Escola Municipal Octávio Periotto e oficina de capoeira na Escola Municipal Pioneira Mariana Vianna, também das 8 às 16 horas e, às 14 horas, Teatro de Bonecos na Escola Municipal Joaquim Maria Machado de Assis. Já no dia 10, as atividades começam às 8 horas com a oficina de maracatu na Escola Municipal Pioneiro Silvino Fernandes Dias e segue até as 16 horas. A oficina de capoeira na Escola Municipal José Darcy será da 13h30 às 16 horas. Às 14 horas, o Teatro de Bonecos ocorre na Escola Municipal Odilon Tulio Vargas.

A oficina de capoeira primitiva do dia 11 de novembro vai ser realizada na Escola Municipal Oscar Pereira, das 8 às 16 horas. A partir das 14 horas, Teatro de Bonecos na Escola Municipal Oscar Pereira. Já às 20h30 haverá no Teatro Reviver o espetáculo Ritmos e Manifestação Afro-Brasileira com o grupo Folclórico Sucena e Mestre Dinho. No dia 12, das 9 às 18 horas, no Centro Esportivo do Miosótis, oficina de capoeira sucena com mestra Gege, da Bahia, mestre Moreno, de São Paulo, mestre Dinho Nascimento, de Goiás. Na Praça Raposo Tavares terá várias oficinas das 9 às 12 horas, no dia 13. As atividades do dia 16 começarão às 8 horas na Escola Municipal Professora Benedita Natália, com oficina de capoeira, e seguem até as 16 horas. No período da tarde, às 14 horas, Teatro de Bonecos na Escola Municipal Pioneiro Geraldo Meneguetti.

O Anfiteatro da UEM será palco da oficina de capoeira primitiva no dia 17, das 8 às 9h30. Já das 9 às 11 horas, haverá workshop de cultura popular com Henrique Menezes, no Serviço de Convivência de Idosos Parque das Grevílias. Das 13h30 às 16 horas, Henrique fará o mesmo workshop no Serviço de Convivência de Idosos do Santa Felicidade. Neste mesmo horário acontecerá uma oficina de capoeira na Escola Municipal Professora Benedita Natália. O Teatro de Bonecos, às 14 horas, na Escola Municipal Odete Alcântara Rosa. Para encerrar as atividades deste dia, às 19 horas na Câmara Municpal, acontecerá a sessão solene Troféu Consciência Negra e Premiação do Concurso de Redação.

No dia 18, as atividades começarão às 9 horas no CMEI Papa João XXIII com o workshop de cultura popular com Henrique Menezes e segue até as 15 horas. Já às 14 horas, a Escola Municipal Professor Agmar dos Santos sediará o Teatro de Bonecos. Oficinas de Abayomi serão às 14h30 na Biblioteca Centro. O Espetáculo de Dança no Teatro Barracão, às 20 horas. A partir das 9 horas, no Centro Social Urbano haverá o workshop de cultura popular com Henrique Menezes e segue até as 15 horas. Das 14 às 17 horas, oficinas e apresentações na Praça Zumbi dos Palmares. Além disso, às 20 horas, terá uma Festa do Bumba Meu Boi também no Centro Social Urbano.

No Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro, será realizado o Teatro de Bonecos no CMEI José Prestes Neto, às 14 horas e, para encerrar o dia, às 20 horas, no Teatro Callil Haddad, terá a Mostra Cultural Afro. A atividade do dia 21 de novembro começará às 14 horas, no CMEI Papa João XXIII com Teatro de Bonecos. Oficinas de capoeira e hip hop acontecerão no dia 22, das 8h30 às 10 horas no AMPR e, das 9 às 16 horas, no Colégio Estadual Vital Brasil, respectivamente.

No dia dia 23, nos CMEIs Maria de Lourdes Vale Bom e Luiza Martos Fontes, haverá Teatro de Boneco às 14 horas. No dia 24, a apresentação será no CMEI Maria Luiza Sandri Meneguetti, às 14 horas. Além disso, no dia 26, das 9 às 12 horas, haverá oficinas na Praça Rocha Pombo. Finalizando o mês, no dia 30 ocorrerá o encerramento com Roda de Capoeira e Maracatu, às 20 horas, no Auditório Hélio Moreira.

Colaboração Assessoria de Imprensa

 

Extraído do site de notícias MassaNews / Curitiba – PR
http://massanews.com/entretenimento/cultura/8-festival-afro-brasileiro-de-maringa-vai-ate-dia-30-PmVXe.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *