Breaking News

A Cultura Afro na 17ª Bienal do Livro

 

Por: Pai Paulo de Oxalá em 04/09/15 08:15

 

bienal-do-livro-rio

Classificado como um dos maiores eventos editoriais do país, a Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro deu início nesta quinta-feira a sua 17ª edição unindo laços com a Argentina, o país homenageado neste ano. O evento se estende até o dia 11, conta com a participação de 950 expositores e 200 autores, 27 deles estrangeiros. Os organizadores esperam que 600 mil pessoas passem pela feira, o que inclui 170 mil crianças.

Neste ano, a Cultura afro brasileira se faz presente através do Babalorixá Marcio de Jagun, da Poetisa Dayse Marcello e da Jornalista Rosiane Rodrigues.

Pai Marcio apresenta o livro, Orí: A Cabeça como Divindade, da Litteris Editora e Quártica Premium, dia 06, domingo às 18h, no Pavilhão 3 Azul, Rua k11 em frente ao Café Literário.

A Poetisa Dayse Marcello apresenta o livro: Eu Verso Buakamukua, dia 10, quinta-feira às 13h, no Stand All Print Editora no pavilhão Azul, Rua K, K 06.

A Jornalista Rosiane Rodrigues apresenta o livro: Quem Foi que Falou em Igualdade? No dia 12, sábado às 19h, no pavilhão Verde, Stand Q 15 B.

A 17ª Bienal do Livro acontece no Riocentro, Av. Salvador Allende 6555, Barra da Tijuca/RJ.

Horário: dias de semana de 9h às 22h. Fins de semana das 10h às 22h.

Ingressos: inteira, R$ 16,00 e meia-entrada: R$ 8,00

“Sí mò àti níláti gbá mú!” (Para entender, é preciso aprender!)

Axé!

 

Extraído do coluna do Babalorixá Paulo de Oxalá, colunista do Extra on line / Rio de Janeiro – RJ
http://extra.globo.com/noticias/religiao-e-fe/pai-paulo-de-oxala/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *