Breaking News

A nova temporada do programa ‘No Templo dos Orixás’

Por: Pai Paulo de Oxalá em 21/09/17 05:02

Babalorixá Wellington de Omulu

Desmistificar os preconceitos e valorizar os ensinamentos e preceitos das religiões afro brasileiras, essa é a proposta do programa No Templo dos Orixás, comandado por Pai Wellington de Omolu.

O Programa que ficou 10 anos no ar, na TVC Rio, canal 6 da Net, volta repaginado. Feliz com a nova temporada, Pai Wellington fala que o programa terá um novo quadro só de convidados ilustres, e que continuará com o espaço dedicado ao público, no qual ele responde aos e-mails dos telespectadores com dúvidas sobre as práticas e conceitos difundidos dentro das religiões-afro. “É uma forma eficiente de combater o preconceito e mostrar ao telespectador a magnitude e a importância dessas religiões no dia a dia do povo brasileiro”, diz Pai Wellington.

O Programa ainda abordará assuntos de interesse social, tais como: o período de recessão que o país atravessa, as diferenças entre a Umbanda e o Candomblé e o significado das gírias e expressões utilizadas de forma desconhecida, como por exemplo, as palavras macumba e Exu.

Serviço: Programa No Templo dos Orixás

Emissora: TV COM​-Santos/SP

Data: 21/09/2017

​Horário: às 22h30

​Canal 11 da Net

Canal 08 da Vivo

​Dias e horários da transmissão:​ segunda a sábado às 22h30 e aos domingos às 20h.

​Emissora: TV Aberta São Paulo/SP

Data: 01/10/2017

​Horário: às 11h

​Canal 09 da Net

Canal 186​ – Vivo

​Dias e horários da transmissão:​ segunda às 20h, terça às 22h e sexta às 1h30 e domingo às 11h e 17h30.

Foto: Diego V. Lopes

Divulgação: Yngrid Volkenandt

 

Extraído da coluna Religião & Fé, do Babalorixá Paulo de Oxalá, do Jornal Extra / Rio de Janeiro – RJ
https://extra.globo.com/noticias/religiao-e-fe/pai-paulo-de-oxala/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *