Breaking News

Ação governamental combaterá a intolerância religiosa

10.08.2015 – 20:12

Na reunião, foi decidida a criação de um Grupo de Trabalho Interministerial para tratar da intolerância religiosa (Foto: Ascom/MinC)
Na reunião, foi decidida a criação de um Grupo de Trabalho Interministerial para tratar da intolerância religiosa (Foto: Ascom/MinC)

O governo federal irá realizar uma série de ações no sentido de combater a intolerância religiosa, valorizar e preservar a cultura dos povos de matriz africana. Nesse sentido foi criado, hoje, dia 10/08, um Grupo de Trabalho Interministerial, que deverá renovar o atual Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana, para os anos de 2013 a 2015.

Esse grupo será composto por oito ministérios: da Cultura (MinC), das Comunicações (MiniCom), dos Direitos Humanos (SDH), da Educação (MEC), da Justiça (MJ), do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), e secretarias (com status de ministério) de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) e de Comunicação Social da Presidência (Secom). Representantes desses ministérios estiveram reunidos hoje, na Seppir, para discutir o tema. O ministro da Cultura, Juca Ferreira, participou da reunião.

“A questão da intolerância religiosa tem crescido no Brasil. Essa reunião faz parte de um processo que se começou inicialmente com a Seppir, SDH, MinC e Fundação Cultural Palmares. Decidimos que não somente os três ministérios participariam, mas outros que tivessem relação com a temática”, afirmou a ministra Nilma Lino Gomes, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.

De acordo com a ministra, a ideia é retomar as ações do primeiro plano que ainda precisam ser realizadas e já elaborar um segundo plano para os próximos dois anos. “Com estes oito ministérios, nós vamos constituir um GTI e os representantes desses ministérios vão atuar para elaborar uma proposta e apresentar na próxima reunião interministerial que faremos. São ações para 2015 e para outros anos de atuação do governo federal”, explicou.

O ministro Juca Ferreira afirmou: “Temos uma responsabilidade enorme de fazer com que a lei seja cumprida (de forma que sejam punidas situações de racismo). Há casos de racismo manifestados na internet, na rua. Então, acho que a gente pode fazer uma análise e promover um programa de ações”. Ainda na reunião, o ministro informou que indicará a presidente da Fundação Cultural Palmares, Cida Abreu, para representar a pasta no grupo interministerial.

 

 

Camila Campanerut
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

 

Extraído do site do Ministério da Cultura
http://www.cultura.gov.br/o-dia-a-dia-da-cultura/-/asset_publisher/waaE236Oves2/content/acao-governamental-combatera-a-intolerancia-religiosa/10883

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *