Breaking News

ACRE: Ministra das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos visita Ufac

 

27 de Novembro de 2015 às 16:12:28

thumb640x300A Universidade Federal do Acre (Ufac) recebeu nesta sexta-feira, 27, a visita da ministra das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Nilma Lino Gomes, que cumpre agenda no Acre desde essa quarta-feira, 25. Recebida pelo reitor Minoru Kinpara, a ministra pôde conhecer as principais ações e atividades da instituição ligadas à política de igualdade racial.

Durante a reunião, foi feito anúncio do lançamento de editais vinculados ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), voltado a projetos de  criação ou fortalecimento de Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros (Neab) em universidades de municípios já integrantes do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir). “Pela condição de prioridade dada à região Norte e a antecipada adesão de Rio Branco ao Sinapir, a primeira universidade contemplada deve ser a Ufac”, informou Marcos Willian Bezerra, assessor de Assuntos Federativos.  Os primeiros editais serão lançados em 2016.

A visita da ministra integra a programação da “Caravana Pátria Educadora, pela promoção da igualdade racial e superação do racismo”, que desde abril percorre todas as regiões do país com o fim de fortalecer a política de promoção da igualdade racial através de debates e encontros com autoridades locais, representantes de universidades e da sociedade civil.

“Por onde passamos, sempre que possível, tentamos visitar pelo menos uma universidade local. Precisamos ampliar o debate e estabelecer parcerias para a promoção da igualdade racial em todo o país e não temos dúvida do papel das universidades nesse sentido”, destacou a ministra que foi a primeira mulher negra a assumir a reitoria de uma universidade federal no Brasil, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

Nilma destacou a importância do avanço das ações em prol da igualdade racial e gênero e disse que apesar da crise atual é importante lutar por avanços. “Mesmo em um momento delicado como o que passamos, precisamos continuar acreditando na democracia, na igualdade e no direito dos cidadãos”, defendeu.

Em 2013, com o objetivo de fornecer aos professores os subsídios técnicos e teóricos para a implementação das diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais epara  o  ensino  de  história  e  cultura afro-brasileira e africana na educação básica, a Ufac deu início ao curso de especialização Uniafro: Política de Promoção da Igualdade Racial na Escola. O curso formou 70 professores que participaram, este ano, da 1ª Semana em Favor da Igualdade Racial(com palestras, minicursos, oficinas e defesas de monografias) e do projeto de extensão em favor da aplicação da lei 10.639 (que trata da obrigatoriedade do ensino da história e cultura africana e afro-brasileira na educação básica).

“É função da universidade estabelecer, também, ações, estratégias e diálogos voltados à discussão de formas efetivas para mudança da realidade de diferenciação de raça e de gênero que ainda se testemunha hoje. A Ufac encontra-se à disposição do governo nesse sentido”, disse Kinpara, comprometendo-se em se manter aberto para o desenvolvimento de projetos  voltados à promoção da igualdade.

 

(Ascom-Ufac)

 

Extraído do site noticioso O Rio Branco / Rio Branco – AC
http://www.oriobranco.net/noticia/acre/ministra-das-mulheres-igualdade-racial-e-direitos-humanos-visita-ufac

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *