Breaking News

Agência faz raio-x da intolerância nas redes sociais do Brasil

Publicado em Segunda, 08 Agosto 2016 17:21

Escrito por Redação Comunique-se

 

A agência nova/sb mapeou comportamento dos internautas brasileiros nas redes sociais. O estudo, que mostra um raio-x da intolerância na web, virou um dossiê que será entregue a autoridades, formadores de opinião e lideranças. A análise, realizada entre os meses de abril e junho, faz parte da plataforma Comunica Que Muda, desenvolvida pela empresa para reforçar o poder de transformação da comunicação.

No total, foram analisadas 393.284 menções feitas por internautas de todo o país no Facebook, Twitter e Instagram e também em páginas de blogs e comentários de sites da internet. A varredura encontrou dez tipos principais de intolerâncias, identificadas pelo uso de expressões como “cabelo ruim”, “retardado mental”, “boiola”, “mal comida” , “golpista”, “velho” e “nega”.

As palavras revelam intransigências relacionadas a aparência, classes sociais, deficiências, homofobia, misoginia,idade, raça, religião e xenofobia. A conclusão, entretanto, é que a maior intolerância no Brasil é a política, com quase 220 mil menções; mais de quatro vezes superior à misoginia, que aparece em segundo lugar, citada 50 mil vezes.

O Rio de Janeiro é o estado com maior volume de postagens intolerantes no país, seguido por São Paulo e Minas Gerais. Em termos relativos, na proporção com o número de habitantes, o Distrito Federal lidera o ranking. O levantamento foi finalizado com o auxílio do software de monitoramento Torabit.

“A intolerância nas redes é resultado direto de desigualdades e preconceitos sociais em geral, não é uma invenção da internet. O que ocorre é que o ambiente em rede facilita que cada um solte seus demônios, ao dar a sensação de um pretenso anonimato. O mundo virtual é, portanto, mais uma forma para que os intolerantes se manifestem e ampliem o seu alcance”, destaca o sócio-fundador da agência nova/sb, Bob Vieira da Costa.

intolerancia

Extraído do portal Comunique-se / Releases
http://portal.comunique-se.com.br/tec-redes/82013-agencia-faz-raio-x-da-intolerancia-nas-redes-sociais-do-brasil-info

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *