Breaking News

Alexandre Frota ataca deputado Jean Wyllys

06 de março de 20150

 

Foto Reprodução
Foto Reprodução

* Por Celina Keppeler
Se a história do suposto estupro de Alexandre Frota contra uma mãe de santo ainda rende? Sim, rende bastante. Agora, foi Alexandre Frota quem quis tirar satisfações com o deputado Jean Wyllys.
“É muito grave essa acusação. Não pensaram na minha família, filhos em colégios, esposa e etc. Eu não vou aceitar a calúnia levantada ao meu respeito, de uma história de ficção, uma piada (gostar ou não todos têm direito). Estamos em um estado democrático. Não é justo comigo me chamar de estuprador . Eu, Jean Wyllys, ao contrário de você, realmente gosto de sexo viril, forte e com pegada. Gosto de sexo como homem, sexo fraco para mim não serve mesmo, Sr. Jean Wyllys. Seu problema é único. Ao ver a cena no Rafinha Bastos, interpretada por mim, se excitou e se viu no lugar da mãe de santo”, alfinetou Frota. Alguém pode pegar o nível que caiu por aí?, escreveu Frota nas redes sociais.
Olha, não poderia se esperar nada mais de Frota, né? Ele não só baixou o nível como praticamente cavou um buraco e enterrou o coitado lá!

 

Extraído do blog Na ponta da língua
http://wp.clicrbs.com.br/napontadalingua/2015/03/06/alexandre-frota-ataca-deputado-jean-wyllys/?topo=52,2,18,,284,

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *