Breaking News

Angola, Moçambique e um quitute carioca  são as estrelas da edição do Dida Afro do mês de agosto

 

Por  Redação

 

9 de agosto de 2017

Muamba de Galinha – Angola (foto: Bi&Ro Assessoria)

É chegada a hora de mais uma edição do Dida Afro, que apresenta em agosto, um prato carioca com essência de matriz africana e traz duas iguarias que fazem sempre um grande sucesso.

  • Peixe a Mãe Beata,o prato foi criado para homenagear a matriarca de várias famílias –  Sra. Beatriz Moreira Costa, mais conhecida como Mãe Besta. A chef Dida estendeu a criação, que foi apresentado no dia 25 de julho, alusivo ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, festejado no Dida Bar. O Peixe é assado com camarões, o toque especial no sabor fica por conta do molho com frutos do mar, com toque final de farofa de coco.  O prato acompanha arroz branco, serve até 2 pessoas​, por R$ 79,00.
  • Dida Afro, traz um quitute que já virou um clássico, sucesso em outras edições, o Caril de Camarões, volta no mês de agosto – é uma inspiração de Moçambique. Preparado com camarão, vem em molho espesso de tonalidade amarelada, com toques de açafrão, cominho, coentro e curry. Para tornar mais saboroso é servido no abacaxi. Por R$ 49,00 – individual. 
  • E para fechar – Muamba de Galinha, a chef Dida, depois de um estudo minucioso sobre gastronomia africana, especificamente de Angola, entrou na cozinha e preparou o prato típico “Muamba de Galinha”, com molho de amendoim, que constitui um dos pratos mais populares do país. O seu preparo envolve, galinha, óleo de palma, quiabos, gindungo, cebola e alho. A delícia será servida, por R$ 39,00 – individual.

O Dida Afro, acontece sempre na terceira semana de cada mês – sábado e domingo, na Praça da Bandeira. Tem o intuito e vem realizando uma grande invasão afro no Rio, é já virou um encontro obrigatório para descobertas de sabores incríveis. E a cada edição um pais africano é homenageado.

Dida Bar e Restaurante

Rua Barão de Iguatemi, 408 / Praça da Bandeira
Telefone: 2504 0841

Aberto de: terça e quarta: das 12h até 0h / quinta, sexta e sábado: das 12h até 0h. E domingo: das 12h até 20h

Formas de Pagamento: Cartões de débito: Visa e Mastercard
Cartão de Credito: Visa e Mastercard / Ticket Restaurante / Sodexo / Alelo

Capacidade: 40 lugares (sentados)​

Extraído do site Sopa Cultural / Rio de Janeiro – RJ
https://www.sopacultural.com/angola-mocambique-e-um-quitute-carioca-sao-as-estrelas-da-edicao-do-dida-afro-do-mes-de-agosto/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *