Breaking News

Após polêmica com Henri Castelli, mãe de santo diz: ‘Tempo de cativeiro já foi’

Neide Oyá D'Oxum rebateu críticas feitas por Juliana Despírito, ex-mulher do ator, por foto em que a religiosa aparece com a filha deles no colo

O DIA | 11/05/2015 17:45:49   Rio - O post que Henri Castelli publicou da filha, vestida de baiana no colo de uma mãe de santo, no último domingo, continua dando o que falar. A mãe da menina, a assessora de imprensa Juliana Despírito, não gostou da imagem e desabafou nas redes sociais. A declaração feita pela assessora desagradou a Mãe Neide Oyá D´Oxum, que aparece com a menina na foto. Chateada com o que disse a ex de Henri Castelli, Neide recorreu às redes sociais para rebater as críticas publicadas por ela no Instagram.
Henri Castelli compartilhou foto de Maria Eduarda no colo a mãe de santo, Neide Oyá D'Oxum Foto:  Reprodução Internet
Henri Castelli compartilhou foto de Maria Eduarda no colo a mãe de santo, Neide Oyá D'Oxum
Foto:  Reprodução Internet
  "O tempo do cativeiro JÁ FOI. Hoje não precisamos mais nos esconder. E além disso, temos LEIS que olham por nós. Estamos amparados pela legislação brasileira e aqueles que nos insultam, ofendem e difamam podem responder em juízo. Estamos em um país laico. Os menos avisados podem verificar a Constituição Brasileira – Artigos 215 e 216, bem como o Estatuto da Igualdade Racial – Cap. III, Artigos 23 e 24. (Disponível em: www.planalto.gov.com). Para nós, maior do que DEUS, NINGUÉM. Nossa religião, a umbanda traçada com Nagô, cultua os Orixás africanos e entidades iluminadas. Infelizmente, a energia negativa dos seres humanos acaba encharcando o cotidiano de maldade e do preconceito de todo um passado (e presente) de repressão. Continuamos sempre com muita fé e amor no coração. Que Oxalá abençoe a todos. Axé! Mãe Neide Oyá D'Oxum.", escreveu a religiosa no Instagram.
Desabafo publicado pela ex-mulher de Henri Castelli na Internet Foto:  Reprodução Internet
Desabafo publicado pela ex-mulher de Henri Castelli na Internet
Foto:  Reprodução Internet
  A publicação foi feita em resposta ao que disse Juliana Despírito após vê-la na imagem com sua filha. “Minha filha foi presente de Deus... Ela não pertence a nenhum outro espírito que não seja o Espírito Santo de Deus! Ao invés de falar de amor e bondade, seja de verdade! Pare de fingir o que você não é! Não adianta ser bonito por fora quando é escuridão por dentro! Eu sou mãe e sou eu que cuido.”. Depois, na legenda da imagem do texto, ela tentou se explicar melhor e pediu desculpa se ofendeu alguém: “#desabafo #chegadefarsa #chegadementira #aquinãoentramacumba PS: para quem se sentiu desrespeitado pela religião esta não foi a intenção. Minha filha qd crescer vai poder escolher o q faz ela feliz! So não acho certo eu ver minha filha vestida de mãe de santo sem ter idade e discernimento das coisas. Se desabafei aqui é pq sou feita de carne e osso e tive os meus motivos! Como mãe me senti muito desrespeitada”.   Extraído do site do Jornal O Dia / Rio de Janeiro - RJ http://odia.ig.com.br/diversao/celebridades/2015-05-11/apos-polemica-com-henri-castelli-mae-de-santo-diz-tempo-de-cativeiro-ja-foi.html  

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *