Breaking News

Árvore cai, atinge casas e mata idosa em Luís Anselmo

Paula Pitta | Sex , 02/12/2016 às 07:03 | Atualizado em: 02/12/2016 às 08:50

 

 Árvore atingiu quatro casas em Luiz AnselmoEdilson Lima | Ag. A TARDE
Árvore atingiu quatro casas em Luiz AnselmoEdilson Lima | Ag. A TARDE

Uma idosa de 62 anos morreu após a casa onde ela estava ser atingida por uma árvore na madrugada desta sexta-feira, 2, no bairro de Luís Anselmo, em Salvador. De acordo com a Superintendência de Telecomunicações (Stelecom), a planta caiu, atingindo diversos imóveis.

Vanda Marins estava com a filha e dois netos em uma das casas, quando o acidente ocorreu. Ela não resistiu e morreu no local. Já a filha e os netos foram socorridos por vizinhos e estão no Hospital Geral do Estado (HGE), na avenida Vasco da Gama, segundo a professora Daniele Silva, 34 anos, vizinha do terreiro.

 

Este é o número de feridos no acidente, sendo que quatro precisaram ser levados para o Hospital Geral do Estado (HGE), na avenida Vasco da Gama

Daniele, que também teve a casa atingida, contou que, no total, seis pessoas ficaram feridas, incluindo ela e a filha de 3 anos, mas todas com ferimentos leves. Dos feridos, quatro foram levados ao HGE.

Graças a Deus consegui tirar minha filha de debaixo da árvore e dos escrombos do telhado. Foi um milagre

Daniele Silva, professora e vizinha do terreiro

A professora disse ainda que estava dormindo com a filha quando houve o acidente. “Só ouvi um estrondo e senti tudo caindo nas minhas costas. Depois só vi os galhos da planta e me desesperei até ouvir a voz de minha filha. Graças a Deus consegui tirar ela de debaixo da árvore e dos escrombos do telhado. Foi um milagre”, relata.

Bombeiros, policiais militares, técnicos da Codesal e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estão no local.

Moradores temiam acidentes envolvendo a árvore (Foto: Edilson Lima | Ag. A TARDE)
Moradores temiam acidentes envolvendo a árvore (Foto: Edilson Lima | Ag. A TARDE)

Não há nenhum tipo de fungo na árvore. Inclusive, a Sucop esteve aqui após reclamações de moradores e analisou que não havia risco

Suzane Barbosa, iatissá do Terreiro Olga do Alaketu

A árvore centenária estava plantada no terreno do Terreiro Olga do Alaketu, que é tombado pelo Instituto Nacional de Patrimônio Histórico (Iphan). A planta era um iroko, um orixá no candomblé.

Daniele disse que os moradores já tinham solicitado a poda da árvore após galhos atingirem imóveis da região. “Há muito tempo que a gente reclamava, pedia a poda, porque é uma árvore antiga e alta e sempre caía algum galho. A prefeitura estava ciente. É uma tragédia anunciada”, reclama.

A iatissá do terreiro Suzane Barbosa argumenta que a árvore era saudável e só caiu porque foi atingida por um raio. “Não há nenhum tipo de fungo na árvore. Inclusive, a Sucop (Superintendência de Conservação e Obras Públicas do Salvador) esteve aqui após reclamações de moradores e analisou que não havia risco. O que houve foi que ela foi atingida por um raio”, explica.

Segundo ela, a reclamação dos vizinhos ocorreu após galhos da planta cair em um telhado em março deste ano, durante um período de chuva. Contudo, Suzane explica que os galhos foram deixados soltos após funcionários do governo municipal podar a planta.

Membros de terreiro alegam que árvore foi atingida por raio (Foto: Edilson Lima | Ag. A TARDE)
Membros de terreiro alegam que árvore foi atingida por raio (Foto: Edilson Lima | Ag. A TARDE)

 

 

Extraído do site do Jornal A Tarde / Salvador – BA
http://atarde.uol.com.br/bahia/salvador/noticias/1820854-arvore-cai-atinge-casas-e-mata-idosa-em-luis-anselmo

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *