Breaking News

Associação Brasileira de Agências de Viagens do Rio questiona se a atitude do prefeito está ligada à intolerância religiosa

 

 15 de junho de 2017 Redação Carnavalesco Grupo Especial, Mais Recentes, Série A

 

 

A notícia de que o prefeito Marcelo Crivella planeja cortar à metade a verba concedida às escolas de samba do Grupo Especial, a partir do carnaval de 2018, deixou o setor de turismo em alerta. A presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens do Rio de Janeiro (ABAV-RJ), Cristina Fritsch, questiona se a atitude do prefeito está ligada à intolerância religiosa.

 

– Como se não bastasse o prefeito não ter comparecido à entrega das chaves da cidade para o Rei Momo neste carnaval, um insulto para a toda população, já que é uma cerimônia tradicional e não se trata de gostar ou não de carnaval, agora decide cortar em 50% a verba destinada às escolas de samba, que são as grandes responsáveis pelo Carnaval. Fica a dúvida se a motivação é por convicções religiosas ou se ele desconhece a receita que este evento gera para a cidade – ressaltou Cristina Fritsch.

A dirigente acrescenta ainda que essa medida está gerando um enorme prejuízo para o turismo e para a Cidade, pois é neste período que as empresas programam as suas ações de incentivo e marketing para o carnaval seguinte.

– Com toda esta indefinição está tudo parado e as nossas agências não estão conseguindo fechar os seus grupos para o carnaval de 2018. Eventos de grande porte são fechados com grande antecedência – frisou a presidente da ABAV-RJ.

Segundo a Riotur, o carnaval deste ano gerou R$ 3 bilhões em receita para a cidade, um retorno imensamente superior aos R$ 55 milhões investidos pela Prefeitura, sem mencionar a geração de empregos e a arrecadação de impostos.

– Estamos falando de um festejo que impacta positivamente o turismo do País inteiro e que é imprescindível para o alcance de metas financeiras na economia pelo resto do ano. Só no Rio de Janeiro, o carnaval gera 250 mil novos postos de trabalho. Desprezar o carnaval é ir contra toda a cidade e seus cidadãos e isso afeta não só o Rio de Janeiro, mas o Brasil como um todo – enfatizou a presidente da ABAV-RJ.

Vale lembrar que a cadeia produtiva do carnaval envolve diferentes setores da economia como comidas e bebidas, turismo, varejo e mercado fonográfico, além de indústrias como audiovisual, música, editorial e gráfica, entretenimento, vidro, têxtil, madeira, plástico, dentre outras.

– O que ainda está faltando para enterrar de vez o turismo na nossa cidade? Durante as eleições o trade esteve com ele e o discurso era de que o turismo receberia apoio. A Prefeitura está jogando contra. Como pode um empresário de turismo ou um hoteleiro sobreviver no meio desse caos e com dirigentes totalmente desinformados da importância que o turismo tem para o Rio? – finalizou Cristina Fritsch.

 

Extraído do blog Carnavalesco.com / Rio de Janeiro – RJ
http://www.carnavalesco.com.br/noticia/associacao-brasileira-de-agencias-de-viagens-do-rio-questiona-se-atitude-do-prefeito-esta-ligada-intolerancia-religiosa/53182

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *