Breaking News

Atividades celebram Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra

Programação conta com shows e apresentações de dança no Centro.
A celebração é gratuita e será realizada na Praça Coronel Fernando Prestes.

 

22/07/2015 16h27 – Atualizado em 22/07/2015 16h31

55x30-pref_1POR PREFEITURA DE SOROCABA

conteúdo de responsabilidade do anunciante

 

 

 

Neste sábado (25), das 10h às 15h, a Prefeitura de Sorocaba promoverá uma série de atividades gratuitas na Praça Coronel Fernando Prestes, no Centro, para celebrar o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, lembrado neste dia.

Realizado pela Coordenadoria da Igualdade Racial da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), o evento conta com a parceria das Secretarias da Educação (Sedu), da Saúde (SES), do Conselho Municipal de Participação de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CMPDCN), Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) e da Comissão da Igualdade Racial da OAB.

A celebração visa ampliar e fortalecer organizações de mulheres negras, construir estratégias para a inserção de temáticas voltadas para o enfrentamento ao racismo, sexismo, discriminação, preconceito e demais formas de opressão. A ocasião sugere ainda a ampliação de parcerias para dar visibilidade à luta e às ações, promoção, valorização e debate sobre a identidade da mulher negra brasileira.

A programação contará com shows, apresentações de dança com o Grupo Abayomin’n Dança Afro Brasileira, apresentação teatral com o Grupo Trança de Teatro, desfile de penteados afros e oficina de turbante. Durante todo o evento a comunidade vai poder participar de atividades gratuitas, como maquiagem, penteado (tranças), fotografia e uma tenda de diálogos.

A tenda de diálogos contará com representantes das Secretarias da Saúde, da Educação, do Conselho Municipal de Participação de Desenvolvimento da Comunidade Negra, do Conselho da Mulher e da Comissão da Igualdade Racial da OAB, que vão conversar com as pessoas para saber as necessidades que elas têm nas mais diversas áreas. “A intenção é reunir todas as informações coletadas e levar um documento para a 4ª Conferência Municipal da Mulher”, explica Lucimara Rocha, da Coordenadoria da Igualdade Racial.

Sobre a data
O Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra foi instituído através da Lei nº 12.987 de 2 de junho de 2014. A inspiração vem do Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha, marco internacional da luta e da resistência da mulher negra criado em 25 de julho de 1992, durante o 1º Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas na República Dominicana.

Nascida no século XVIII, Tereza de Benguela chefiou o Quilombo do Piolho – ou Quariterê – nos arredores de Vila Bela da Santíssima Trindade, no Mato Grosso. Sob seu comando a comunidade cresceu militar e economicamente, incomodando o governo escravista. Após ataques das autoridades ao local, Benguela foi presa e veio a cometer suicídio após se recusar a viver sob regime de escravidão.

Dia 25 (sábado)
10h00 – Abertura: Grupo Trança de Teatro
11h00 – Grupo Abayomi’n Dança Afro Brasileira
12h00 – Show – tecladista Robson
13h00 – Desfile de penteados
14h00 – Oficina de Turbante
15h00 – Encerramento: Show – cantora Eliane Queiroz

140x100-pref_1

Extraído do portal de notícias G1 / Sorocaba – SP
http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/especial-publicitario/prefeitura-de-sorocaba/sorocaba-em-noticias/noticia/2015/07/atividades-celebram-dia-nacional-de-tereza-de-benguela-e-da-mulher-negra.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *