Breaking News

Babalorixá joga búzios e conta o que esperar para o futuro de AL em 2016

Pai Manoel diz que orixás da justiça e da paz vão reger o estado.
Previsões apontam crescimento na Economia e mudanças políticas.

Lucas LeiteDo G1 AL

31/12/2015 08h43 – Atualizado em 31/12/2015 08h43

 

Babalorixá afirma que está no candomblé há mais de 30 anos (Foto: Lucas Leite/G1)
Babalorixá afirma que está no candomblé há mais de 30 anos (Foto: Lucas Leite/G1)

Nas paredes do Instituto da Cultura Afro no Brasil Legionire, localizada no Benedito Bentes, em Maceió, estão as figuras de 10 dos 16 orixás cultuados oficialmente pelo candomblé. Todos eles têm cor e característica próprias, mas segundo Manoel Lima Texeira, 49, o pai Manoel de Xoroquê, a mensagem passada por eles para o ano de 2016 é a mesma: Axé!

De acordo com o babalorixá, que joga búzios há mais de 30 anos, os deuses que irão reger o estado de Alagoas durante o ano de 2016 são Xangô, que representa a justiça, e Oxalá, que é símbolo da paz. “Pedimos orientação e seguimos o conselho da melhor forma para continuarmos a seguir em frente”, afirma.

Para saber o que mais esperar do próximo ano, o G1 ouviu previsões sobre política, economia, saúde, educação, justiça, segurança, preconceitos e religião lidas a partir dos 16 búzios (originários da costa da África) e das 16 contas que representam os orixás. Confira a seguir:

Pai Manoel utiliza búzios para realizar previões (Foto: Lucas Leite/G1)
Pai Manoel utiliza búzios para realizar previões
(Foto: Lucas Leite/G1)

Justiça
Segundo pai Manoel, o ano de 2016 será propício para resolução de casos arquivados na Justiça, por influência de Xangô. Ele afirma que crimes antigos que estavam sem solução podem ser resolvidos.

Saúde e educação
O babalorixá fala que as ações do governo para o próximo ano estão voltadas a dois principais setores: Saúde e Educação. Pai Manoel afirma que essas são áreas usadas para agradar a população e, por isso, elas receberão muito incentivo.

Economia
De acordo com as previsões, 2016 será próspero para o setor econômico do estado. O babalorixá relata que grandes empresas serão instaladas no estado, diminuindo o problema do desemprego local.

Política
O pai de santo previu mudanças favoráveis à população também na política. Ele afirma que o ano será de conserto de erros anteriores. Manoel de Xoroquê informa ainda que o governador do estado, Renan Filho (PMDB), terá mais apoio político de pessoas da oposição, e trará novas ideias.

Segurança
Para a Segurança Pública, o babalorixá prevê que devido aos investimentos na área de Educação, a violência (ocasionada pelo tráfico de drogas) irá diminuir no estado. Ele afirma que, como as pessoas estarão ao lado da Justiça, mais denúncias serão realizadas durante o ano.

O pai de santo afirma que, apesar das boas previsões, o ano de 2016 pode trazer com ele más notícias também, mas elas não devem ser consideradas. É que de acordo com o babalorixá, os orixás só mostram o lado positivo das coisas. “Espero que para o próximo ano, as pessoas se respeitem mais e tenham Olórun (Deus) no coração. Desejo axé para todos nós”.

Imagens de orixás decoram as paredes do local (Foto: Lucas Leite/G1)
Imagens de orixás decoram as paredes do local (Foto: Lucas Leite/G1)

 

 

Extraído do portal de notícias g1 / Alagoas – TV Gazeta
http://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/2015/12/babalorixa-joga-buzios-e-conta-o-que-esperar-para-o-futuro-de-al-em-2016.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *