Breaking News

Bruxo fez ritual contra Temer e deu prazo para afastamento do presidente

Da Redação

Qui , 18/05/2017 às 11:05 | Atualizado em: 18/05/2017 às 11:07

 

 

Bruxo pediu afastamento de Temer e deu prazo de 72 para renúncia deleReprodução

Um ritual feito pelo tarólogo e bruxo Eric Satine contra o presidente Michel Temer (PMDB) viralizou após as denúncias contra o peemedebista. No dia 6 de março, o jovem fez um post no Facebook, revelando que faria um ritual místico para pedir o afastamento de Temer.

“Inspirado por minhas irmãs americanas que fizeram um ritual contra Trump eu decidi fazer minha parte contra o Temer. Início do meu ritual contra Michel Temer e sua agenda maléfica. É um ritual que visa amarrar toda e qualquer ação maldita planejada por ele e seus parceiros junto com uma maldição. maledictus et semini ejus”, escreveu na publicação.

No dia seguinte, ele revelou a previsão de início de ruína do presidente em 70 a 72 dias. O prazo chamou ainda mais a atenção dos internautas, já que nesta quarta, 17, quando a denúncia do dono da JBS Joesley Batista foi divulgada, completa 72 do início do ritual de Eric.

O bruxo apagou as publicações e divulgou um texto explicando que foi alvo de apoiadores de Temer: “Eu o apaguei no mesmo dia em que o fiz, o apaguei porque esse post tomou uma proporção que eu não imaginava e começou a aparecer pessoas que apoiavam o Temer, antipetistas, uns moleques de grupos de ataque… Umas coisas bem escória da internet mesmo, eu não aguentei e apaguei”.

Ele também destacou o resultado do ritual. “Hoje quem debochou tem a prova se o ritual deu certo ou não. A prova não é para mim, porque eu sei o tamanho do poder da bruxaria, mas sim para quem duvidou”, disse

 

Extraído do site do Jornal A Tarde / Salvador – BA
http://www.atarde.uol.com.br/politica/noticias/1862275-bruxo-fez-ritual-contra-temer-e-deu-prazo-para-afastamento-do-presidente

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *