Breaking News

Candidatos a prefeito do Rio se comprometem com a liberdade religiosa em Copacabana

O domingo foi de celebração em respeito às todas as religiões

A 9ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa, em Copacabana, aconteceu em clima de celebração, mesmo com a chuva que se fez presente durante todo o dia, a caminhada reuniu em torno de 5 mil pessoas, uma festa promovida por diferentes credos, idades e pessoas, um simbólico exemplo de cidadania e respeito, encerrando por volta da 17h.

“A Caminhada é o um dos maiores pontos para o diálogo inter-religioso. O objetivo é promover as ações sociais contra todas as formas de violência, intolerâncias e racismos. De mãos dadas, vamos lutar em prol da liberdade religiosa”, declarou o interlocutor da CCIR – Ivanir dos Santos.

A grade começou às 9h, com café da manhã, no colégio barnabitas Guido Fontgand, em Copacabana. Recebeu o Diácono Nelson Águia – secretário da Comissão da Arquidiocese do Rio, diversas lideranças religiosas, candidatos e vices à Prefeito da Cidade do Rio.

Nessa ocasião, o Diácono Nelson Águia, anunciou a possibilidade do primeiro encontro inter-religioso entre a igreja e representantes da comunidade Wicca. Ouça a entrevista de Nelson dada ao Jornal Awùre.

voz_0031

“Vivemos dias de barreiras, arames farpados, uma crise, mas o amor é pregado por todas as religiões, temos que nos unir…” defendeu o Diácono Nelson.

Ainda presentes Jaqueline Freitas – Representantes Regional RJ/ES da Fundação Cultural Palmares, Babalawo Bankole Jokotoye e Babalawo Ekundayo Awe, nigerianos do Adifala Temple, as escritoras Wania Sant’Anna e Helena Theodoro, Sami Isbelle, diretor do departamento educacional da Sociedade Brasileira Muçulmana do Rio, Fátima Damas, presidente da CEUB, Coronel Ubiratan, representante da Loja Maçonaria do Estado do RJ, o paganismo também marcou presença, com o Sacerdote Og Sperle, Hare Krishna, com sua representante Raga Bhumi, Carlos Meneses e Sheik Mahdi, da Comunidade Muçulmana Xiita, Paulo Maltz, da Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro, Glauce Franco, Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro.

A caminhada é o maior encontro inter-religioso dos últimos tempos, mais do nunca, mostra que, independente de crenças, todos são iguais. Representantes do candomblé, umbanda, bases evangélicos, católicos, budistas, muçulmanos, judeus, wiccanos, hare krishnas, ciganos, entre outros, chancelam a proposta. Nos últimos anos a CCIR vem chamando à razão da sociedade para o perigo de uma ditadura religiosa em um país como o Brasil, que é diversificado, repleto de crenças e é laico.

A concentração da caminhada, promovida pela CCIR – Comissão de Combate à Intolerância Religiosa começou por volta das 10h, no Posto 6 da Avenida Atlântica. “Caminhando a gente se entende”, foi o lema da manifestação que percorreu 4km na orla da praia de Copacabana. Embalados por cantorias e falas de lideranças, que se revezavam em cima de um trio elétrico, além do Grupo de Curimba da Casa de Caridade Pai Benedito d´Angola, Grupo Cultural Zoatabaque, Jéssica Passo, Ogan Kotoquinho, Filhos de Gandhy entre outros.

Os candidatos a vereador que representam a religiosidade afro-brasileira também estiveram presentes ao evento. Todas as caminhadas ficaram conhecidas também pelos trabalhos voluntários. E esse ano, não foi diferente, alojando representantes de outros Estados como Goiás, Belém do Pará, Minas Gerais, que se fizeram presentes com faixas e banners.

Os candidatos à Prefeito do Rio de Janeiro / RJ, receberam a convocação para assinarem Carta Compromisso com os Direitos Humanos Contra a Violência, Racismo e Intolerância Religiosa. O candidato Marcelo Freixo, assinou o documento no próprio café de manhã, de domingo, e ao longo do dia: Jandira Feghalli, Osório e Crivella.

 

img_9907
Babalawo Ivanir dos Santos, interlocutor da CCIR – Comissão de Combate a Intolerância Religiosa
img_0082
Personalidades presentes ao encontro no Colégio Guido Fontgand, em Copacabana.
crivella-com-carta-compromisso
Crivella, candidato a prefeito da cidade ao assinar a carta.
caminhada-grupo-barra-do-pirai
Grupos de diversas cidades do País estiveram presentes à Caminhada.

Fotos de Henrique Esteves

Mais fotos da caminhada na página do Jornal Awùre:
https://www.facebook.com/jornalawure/photos/?tab=album&album_id=1281034241928311

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *