Breaking News

‘Cantando a Gente Se Entende’ reúne diversas religiões na Cinelândia

28/01/2014 15h48

Bruno Sette

O evento “Cantando a Gente Se Entende” reuniu fiéis e líderes de diversas religiões na última sexta-feira, 24, na Cinelândia, Centro do Rio de Janeiro, realizado pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), encabeçada pelo babalaô Ivanir dos Santos.

Babalaô Ivanir dos Santos concedeu uma breve entrevista ao SRZD. Confira:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=hII72B5byrY

Visando romper barreiras e diminuir o preconceito entre religiões, a cerimônia contou com diversas apresentações das mais variadas denominações religiosas e culturais, como o Coral Ecumênico Religião de Deus, apresentações de dança cigana, cânticos hare krishna e os ogãs Taina e Tião Casemiro entoando canções afrorreligiosas com uma pitada de jazz, samba e MPB, além da inédita participação do Grupo Afro Gospel, da igreja neopentecostal A Voz de Deus.

Conhecida pela intolerância para com outras religiões, a denominação cristã neopentecostal reuniu-se pela primeira vez ao evento em 14 anos. Junto de seus fiéis, o pastor de origem nigeriana Ayo Balogun esteve presente no “Cantando a Gente Se Entende” e cedeu uma entrevista ao SRZD.

Confira abaixo:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=V7HJZP_rDA8

No palco, após ser apresentado pelo babalaô, Balogun, com seu bom humor e sotaque carregado, palestrou sobre todo tipo de intolerância. “Se Deus é amor, amor nos une. Esse amor que me une a Ivanir. Apesar que Ivanir pode não crer no que eu acredito, e eu também não creio em nada que ele acredita. Mas é um ser humano igual a eu, que Deus criou e eu posso abraçar, eu posso amar”. (sic)

Confira o vídeo abaixo:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=FbsCLKNt364

Vítima de intolerância religiosa

No dia 21 de janeiro do ano 2000, a sacerdotisa do candomblé Gildásia dos Santos e Santos foi vítima de um enfarte ao ver seu rosto estampado no jornal “Folha Universal” junto a uma manchete acusatória que dizia “Macumbeiros charlatões lesam o bolso e a vida de clientes”. Desde 2007, a data de sua morte foi adotada como o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa.

 

Extraído do blog do jornalista Sidney Rezende: www.sidneyrezende.com

SRZD

http://www.sidneyrezende.com/noticia/223541+cantando+a+gente+se+entende+reune+diversas+religioes+na+cinelandia

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *