Breaking News

Casa da Memória Negra será inaugurada sábado

23/08/16 | Equipe Online – online@jcruzeiro.com.

 

A mostra será apresentada no Museu da Cidade de Salto - DIVULGAÇÃO
A mostra será apresentada no Museu da Cidade de Salto – DIVULGAÇÃO

Será inaugurada no próximo sábado, dia 27, às 18h, a Casa da Memória Negra de Salto (SP). Trata-se de um projeto multimídia que pretende revelar as experiências vivenciadas por famílias negras da cidade de Salto em um ambiente interativo, unindo a tradição da cultura afro-saltense com videoinstalações. A proposta é fazer uma leitura sobre a constituição de um espaço cultural específico da população negra em Salto, a partir das narrativas e do patrimônio material e imaterial produzidos por ela. Os visitantes conhecerão um ambiente imersivo que os levará a uma viagem no tempo e nos temas mais importantes da cultura afro-saltense. A mostra será apresentada no Museu da Cidade de Salto – Ettore Liberalesso, que fica na rua José Galvão, 104, no Centro.

De acordo com os organizadores, esse projeto foi um dos ganhadores da Bolsa Funarte para Artistas e Produtores Negros de 2014.

“Conhecer o jeito de ser e viver das famílias negras moradoras da cidade de Salto, a partir de seu cotidiano, é a proposta central dessa exposição. Trata-se de refletir sobre as experiências vivenciadas por esse grupo, a partir de sua identidade, ancestralidade e memória”, informa a organização. Entre os contextos a serem abordados no espaço estão a origem bantu da maioria dos africanos escravizados na região sudeste brasileira; Salto como rota de fuga de escravos; população negra livre e escrava no final no período colonial; Sagrado e profano: fé, festas e comidas; a inserção do negro na sociedade de classes: indústria e ambiente urbano; as crianças se divertem: brincadeiras de infância, lendas e contos.

A criação e direção geral do espaço é de Lilian Solá Santiago, cineasta, documentarista e mestre em Integração da América Latina pela Universidade de São Paulo, com graduação em História pela mesma Universidade. A historiadora responsável é Claudete de Sousa Nogueira, doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas e mestre em História pela Universidade Estadual Paulista. Ela desenvolve Projetos de Pesquisa e Extensão envolvendo a temática da diversidade étnico-racial e é co-autora do livro Memória afro-brasileira em Itu resultado de pesquisa feita com relatos inéditos de afro-brasileiros contemporâneos, moradores locais, sobre a vida de seus ancestrais que viveram na cidade nos séculos XIX e XX. O videomapping é Fernando Timba, formado em direção Cinematográfica pela Academia Internacional de Cinema. E, finalmente, a direção de Arte e produção executiva são de Andreia Vigo, realizadora audiovisual, curadora e produtora executiva de projetos de arte e cultura. Formada em Comunicação Social (Rádio e TV), pela Universidade Federal do Mato Grosso, tem especialização em História da Arte Moderna e Contemporânea pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, e 20 anos de experiência na realização de filmes, festivais e mostras de cinema, exposições de arte e eventos multimídia.

 

Extraído do site do Jornal Cruzeiro do Sul / Sorocaba e Região – SP
http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/724730/casa-da-memoria-negra-sera-inaugurada-sabado

About The Author