Breaking News

Casa das Artes Afrocarioca, com filmes e roda de conversa com os cineastas Clementino Junior e Jorge Coutinho.

 

O Centro Afrocarioca de Cinema abriga uma série de atividades com cinema, gastronomia, música, descobertas, tudo em um só lugar.

Na sexta, dia 12 de agosto: Casa das Artes Afrocarioca, com exibição dos filmes:  “Aniceto do Império – Dia de alforria?“, de Zózimo Bulbul – O curta conta a trajetória de um compositor, fundador de uma escola de samba e militante no Cais do Porto: Aniceto do Império Serrano. Roteiro e direção de Zózimo Bulbul. De 1981, com 15’.

“Sua Majestade, O Delegado!”, de Clementino Junior – Curta sobre ex-mestre-sala da Mangueira, Hégio Laurindo da Silva – O Delegado, com participações de Dodô da Portela, Wilma Nascimento e Selminha Sorriso. Com 14’.

 Jorge Coutinho
Jorge Coutinho

E “Rainhas de Bateria”, de Jorge Coutinho – Curta metragem analisando o universo do samba e criticando o sistema de escolha das rainhas de bacteria, com 15’.

Clementino Junior
Clementino Junior

O projeto Entre Nós um Encontro Precioso: bate-papo com os cineastas Clementino Junior e Jorge Coutinho. Apresentação artística: pocket show com integrante da Velha Guarda da Mangueira.

As exibições começam às 18h; em sequência bate-papo e apresentação artística.

Ala de Gastronomia – culinária africana e brasileira sob o comando da chef convidada Maria Júlia Ferreira, com o delicioso Angurmê. Sugestão popular conhecido em todo Brasil, a chef traz algumas opções tendo como base o angu, como caldinhos e sopas, a partir das R$ 10,00.

 

Centro Afrocarioca de Cinema

Dia 12 (sexta) de Agosto – a partir das 18h

Rua Joaquim Silva, 40 – Lapa

Tel. 98159 5054

Capacidade sala de cinema: 35 lugares

Espaço: 80 pessoas

Entrada franca

Faixa etária livre

 

Fonte: ASCOM

Rozangela Silva
Sócia Diretora
Bi & Ro Assessoria de Comunicação
Telefone: 21 2508 6245 / 21 3026 7242
Celular: 21 99998 1802
Endereço: Av. Rio Branco, 120 / Sala 608 Centro – RJ

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *