Breaking News

Casa de Iemanjá será aberta na véspera da festa; confira programação

Local onde são depositados os presentes abre às 7h de 1° de fevereiro.
Festejos começam às 5h do dia seguinte, com alvorada de fogos.

Do G1 BA29/01/20| 15 10h00 – Atualizado em 29/01/2015 10h00

 

 

 

Festa de Iemanjá no bairro do Rio Vermelho, em Salvador (Foto: Joilson César / Ag Haack)
Festa de Iemanjá no bairro do Rio Vermelho, em Salvador (Foto: Joilson César / Ag Haack)

A festa de Iemanjá terá uma novidade este ano. A casa onde são depositados os presentes para a Rainha do Mar será aberta na véspera da festa, no dia 1° de fevereiro, às 7h, de acordo com o Marcos Souza, presidente da associação de pescadores do Rio Vermelho.

“Vamos abrir a casa de Iemanjá na véspera da festa e disponibilizar balaios para quem quiser depositar os presentes no mar. Mesmo dando essa liberdade ao público, vamos ajudar no trabalho de conscientização para que todo mundo deposite no mar presentes biodegradáveis. A casa vai ser aberta mais cedo também para as pessoas mais idosas que, preferem adiantar a doação do presente, porque não poderá vir no dia”, explica.

Na madrugada do dia 2 de fevereiro, um grupo vai ao Dique do Tororó para dar a oferenda de Oxum, Rainha da Água Doce. “A gente faz a oferenda para Oxum não ficar com ciúmes de Iemanjá”, explica Marcos.

A partir das 5h começa a alvorada de fogos que abre oficialmente a festa de Iemanjá. A casa já  estará aberta para receber os presentes. Todas as oferendas serão colocadas no mar por volta das 16h. A partir das 18h, quando a casa de Iemanjá for fechada, o público poderá se divertir pelas ruas do Rio Vermelho com as festas profanas.

Além disso, a partir das 11h, diversos bares e casas de shows estarão promovendo eventos em homenagem à Iemanjá, com ingressos que variam de R$ 40 a R$ 150.

Confira a programação da festa religiosa:

3h – Oferenda de Oxum no Dique do Tororó

5h – Alvorada de fogos que abre oficialmente a festa de Iemanjá. A casa já estará aberta para o depósito de presentes.

16h – 300 embarcações levam as oferendas para o buraco de Iaiá, expressão carinhosa de um local no mar onde os presentes são depositados.

18h – Fechamento da casa de Iemanjá.

 

 

Extraído do Portal de Notícias G1/Salvador-Bahia
http://g1.globo.com/bahia/verao/2015/noticia/2015/01/casa-de-iemanja-sera-aberta-na-vespera-da-festa-confira-programacao.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *