Breaking News

Casa França-Brasil abre exposição Orixás

26.09.2016 23:59

Texto: Sérgio d´Giyan

 

Exposição inédita na cidade do Rio de Janeiro reúne artistas e suas obras sob a temática Orixás. Na abertura uma performance pirotécnica do artista Ronald Duarte ateou fogo num traçado de pólvora em cima de  um tapete vermelho com oferendas a Exú. Ao final, os convidados degustaram um coité (cumbuca feita da casca do côco) de cachaça, bebida oferecida tradicionalmente ao orixá Exú. No centro da sala principal, os painéis de Carybé retratavam o panteão africano cujos ancestrais escravos trouxeram para o Brasil, enriquecendo nossa cultura e criando, juntamente com sua música, sua gastronomia, seus trajes, seus idiomas, o Candomblé, religião passada de pai para filho e que até hoje sobrevive a despeito da intolerância religiosa manifestada por seguidores de outras vertentes religiosas.

Sob curadoria de Marcelo Campos e expografia de Helio Eichbauer, a partir do trabalho de Pierre Verger [Paris, 1902-Salvador, 1996] e de Carybé [Lanús, Argentina, 1911-Salvador, 1997], a proposta de Marcelo é investigar o modo como a afro-brasilidade se manifesta na arte e na religião, com fotografias de Pierre Verger, desenhos de Carybé e esculturas de arte africana das coleções particulares dos dois.

Além das obras expostas, haverá todo dia uma sessão de cinema com exibição de documentários, veja a agenda abaixo.

A exposição ficará em cartaz até o próximo dia 23 de outubro e a entrada é franca.

“Orixás” reúne 220 ítens de 31 artistas, entre escultura, aquarela, fotografia, objeto e vídeo.

Participantes, além de Carybé e Verger:

Adalton Fernandes Lopes [RJ], Arjan Martins [RJ], Artur Barrio [RJ], Arthur Scovino [BA], Ayrson Heráclito [BA], Bruno Vilela [PE], Chico Tabibuia [RJ], Crisaldo Morais [PE], Dalton Paula [GO], Efrain Almeida [CE], Felipe Julian e Sandra Ximenez [BA], Guy Veloso [Pará], Heitor dos Prazeres [RJ], José Medeiros [PI], Lita Cerqueira [RJ], Louco [BA], Louco Filho [BA], Maria Auxiliadora [MG], Mario Cravo Neto [BA], Mestre Didi [BA], Pedro Marighella [BA], Ronald Duarte [RJ], Ronaldo Rego [RJ], Rubem Valentim [BA], Thiago Martins de Melo [SP], Tiago Sant’Ana [CE], Tina Velho [RJ], Virgínia de Medeiros [BA] e Wuelyton Ferreiro [RJ]

 

Falatório

Todas as terças, às 18h30, com entrada franca, haverá falas sobre temas pertinentes à mostra com:

27/09 – Maurício Barros [antropólogo, IART/UERJ], sobre Verger e a capoeira;

04/10 – Samuel Abrantes [professor de figurino e indumentária da EBA/UFRJ], sobre a roupa de Obaluayê;

11/10 – Roberta Guimarães [antropóloga], sobre a zona portuária em torno das memórias e identidades afro-brasileiras;

18/10 – Milton Guran [antropólogo], sobre Agudás do Benin;

25/10 – Jérôme Souty [antropólogo] sobre Verger.

Educativo

Os educadores realizam visitas mediadas com grupos escolares previamente agendados através do site. Aos finais de semana, a Casa oferecerá visitas para o público espontâneo às 11h e às 16h.

Mais fotos na página do Jornal Awùre no facebook: https://www.facebook.com/jornalawure/photos/?tab=album&album_id=1281024075262661

dscf7980
No centro da exposição, painéis de Carybé
dscf7988
Templo de Oxalá, obra de Rubem Valentim
Performance de Ronald Duarte. Ponto de fogo para Exú.
Performance de Ronald Duarte. Ponto de fogo para Exú
Convidados bebendo cachaça.
Convidados bebendo cachaça.

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *