Breaking News

Casarão da Mariquinha tem exposição sobre o candomblé

Fotos registram noite de festa no terreiro, templo e morada dos orixás.
Visitação é gratuita e fica disponível até o dia 31 de outubro.

Do G1 Mogi das Cruzes e Suzano | 17/10/2015 10h40 – Atualizado em 17/10/2015 10h40

 

 

'Sobre o Sagrado e suas cores' registra a fé de matriz africana (Foto: Débora Melo/Acervo Casarão da Mariquinha)
‘Sobre o Sagrado e suas cores’ registra a fé de matriz africana (Foto: Débora Melo/Acervo Casarão da Mariquinha)

A exposição ‘Sobre o Sagrado e suas cores’ está no Casarão da Mariquinha até o dia 31 de outubro, em Mogi das Cruzes. O ensaio lança um olhar sobre as religiões de matriz africana, mostrando a fé, rituais e valores do Candomblé.

As fotos registram uma noite de festa no terreiro, templo e morada dos orixás, revelando expressões de devoção, respeito e adoração entre os fiéis. A mostra ainda compõe um retrato da diversidade étnica, religiosa e cultural que tinge o Brasil com as infinitas cores.

O ensaio foi registrado no Terreiro Roça Candomblé Tateto Nkosi Mavambo Boiadeiro Zeferino Viva Deus Tataraneta, na Vila Constança, em São Paulo, pelo jornalista, fotógrafo e diretor cinematográfico Renan Xavier.

Sobre o Sagrado e suas cores
Quando: até 31 de outubro
Horário: das 10h às 20h
Onde: Casarão da Mariquinha
Endereço: Rua Alfredo Cardoso, 02, Largo Bom Jesus, Centro, Mogi das Cruzes.
Quanto: gratuita

 

 

Extraído do portal de notícias G1 / Mogi das Cruzes e Suzano – SP
http://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2015/10/casarao-da-mariquinha-tem-exposicao-sobre-o-candomble.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *