Breaking News

CCIR encontrará com Dom Orani Tempesta e chefe de Polícia para denunciar ameaça

images

A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) encontrará, às 10h de amanhã, com o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, no Palácio do Cardeal, para tratar sobre a possibilidade da Arquidiocese entrar como “Amicus Curiae” no processo de pedido de retirada de vídeos que depreciam os sagrados da Umbanda e do Candomblé.  Após a reunião, o grupo seguirá para a Chefia de Polícia, a fim de denunciar ameaça de morte sofrida pelo interlocutor do grupo, babalawo Ivanir dos Santos, através de SMS anônimo.

Desde que o caso dos vídeos depreciativos com as religiões de matriz africana ganhou destaque, diversos segmentos mostraram-se solidários e resolveram acompanhar o processo como Amigos da Corte. No encontro de amanhã, além desse tema, dos Santos levará ao cardeal, também, o fato de receber ameaça em seu telefone particular com os escritos: “você vai morrer. Eu tenho fé”. De acordo com o interlocutor, não há desconfianças de quem possa ter escrito a mensagem, mas não se pode deixar uma ameaça sem investigação. “Não faço ideia de onde possa ter partido a ameaça, mas é importante fazer a denúncia para que se dê início a uma investigação”, disse.

Em relação aos vídeos, o encontro com o cardeal, segundo o interlocutor da CCIR, ratifica o apoio de outros segmentos às religiões de matriz africana. “Já temos a contribuição de outras instituições como o Conic e a Fierj. Vamos conversar com D. Orani, pois a Igreja Católica tem sido uma parceira essencial em defesa da liberdade religiosa”.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa CCIR

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *