Breaking News

Centro espírita no Ibura passa por reformas para oferecer serviços à população

A partir de janeiro, espaço oferecerá cursos para jovens, assistência odontológica e abrigo para idosos

Publicado em 25/10/2015, às 08h00

 

Da Editoria de Cidades

 

Pai Toninho (no centro) está à frente do projeto e espera contar com parcerias Foto: Guga Matos/JC Imagem
Pai Toninho (no centro) está à frente do projeto e espera contar com parcerias
Foto: Guga Matos/JC Imagem

O babalorixá Pai Toninho de Xangô está retomando um sonho com o projeto de reabertura do Centro de Candomblé Santa Bárbara, na UR-1, Ibura, Zona Sul do Recife. O espaço, que passou dez anos fechado, oferecia serviços para a comunidade dos arredores e, neste momento, passa por reformas. Cerca de cinco mil famílias eram beneficiadas por mês com auxílio-alimentação e remédios, mas o trabalho foi interrompido com a morte da antiga administradora, Dona Toinha. Agora, sob nova direção, o plano é continuar atendendo o mesmo número de pessoas, mas ampliar os serviços, com oferta de cursos para jovens, assistência odontológica e até abrigo de idosos. Para manter os serviços, o religioso deseja firmar parcerias e receber apoio financeiro.

A reabertura está prevista para o dia 20 de dezembro. Há dois anos o prédio sofre intervenções, orçadas no valor de R$ 500 mil. Após a conclusão, oferecerá assistência odontológica, abrigo para cinco idosos (um de 80 anos já está lá), curso de cabeleireiro, música, informática, corte e costura e culinária. Além disso, há piscina para aulas de natação e hidroginástica. Cestas básicas também serão distribuídas. O barracão, como é conhecido o coração do centro espírita, foi recuperado e levará o nome de Eduardo Campos, em homenagem ao ex-governador morto em agosto do ano passado num acidente aéreo, em Santos (SP).

“A casa estava em péssimas condições, era de fazer chorar. Eu e Dona Toinha tínhamos muitas coisas em comum. A ajuda foi promovida pelo campo espiritual. Moro há 46 anos em São Paulo, mas sempre visitei minha terra natal, Recife. A intenção do projeto é envolver a comunidade e promover a transformação”, afirma Pai Toninho. Ele também mantém um centro semelhante em Barra Funda, na capital paulista, que atende 300 pessoas. Dez assistentes deste estado estão em Pernambuco para arrumar o espaço. “Em São Paulo, conto com a ajuda de empresários locais. Porém, aqui, ainda não consegui firmar parcerias. É primordial o apoio financeiro.”

O babalorixá ainda ressalta que a caridade é um dos símbolos do candomblé. Trazida da África pelos escravos, a religião sobreviveu por causa da união estabelecida entre os praticantes. “A caridade está em primeiro lugar para o candomblé. Desde os primórdios da religião no Brasil, os escravos se ajudavam entre si. O candomblé é um hospital, um lar. Infelizmente, ainda enfrentamos muito preconceito religioso”, relata.

Para o dia 20 de dezembro, está prevista uma grande festa, com coquetel e festa de candomblé. Empresários, políticos e a população local estão entre os convidados. Quem quiser firmar parceria com o centro pode ligar para o telefone (11) 99999-3582. Já os interessados em se cadastrar em algum curso podem obter mais informações pelo telefone (81) 3475-9214.

Galeria de Imagens:

Sociedade espírita Santa Bárbara, no Ibura, estava fechada há 10 anos Foto: Guga Matos/JC Imagem
Sociedade espírita Santa Bárbara, no Ibura, estava fechada há 10 anos Foto: Guga Matos/JC Imagem
Prédio está passando por reforma para oferecer serviços à população Foto: Guga Matos/JC Imagem
Prédio está passando por reforma para oferecer serviços à população Foto: Guga Matos/JC Imagem
Entre os serviços, estão curso de culinária e de corte e custura Foto: Guga Matos/JC Imagem
Entre os serviços, estão curso de culinária e de corte e custura Foto: Guga Matos/JC Imagem
Abrigo para idosos e aulas de natação e hidroginástica Foto: Guga Matos/JC Imagem
Abrigo para idosos e aulas de natação e hidroginástica Foto: Guga Matos/JC Imagem
A casa estava em péssimas condições após a morte de Dona Toinha, a dona Foto: Guga Matos/JC Imagem
A casa estava em péssimas condições após a morte de Dona Toinha, a dona Foto: Guga Matos/JC Imagem
Reforma foi promovida por Pai Toninho de Xangô Foto: Guga Matos/JC Imagem
Reforma foi promovida por Pai Toninho de Xangô Foto: Guga Matos/JC Imagem
Ele tem um centro semelhante em São Paulo e trouxe equipe para Recife Foto: Guga Matos/JC Imagem
Ele tem um centro semelhante em São Paulo e trouxe equipe para Recife Foto: Guga Matos/JC Imagem
Espaço também comporta festas de candomblé, que ocorrem a cada dois meses Foto: Guga Matos/JC Imagem
Espaço também comporta festas de candomblé, que ocorrem a cada dois meses Foto: Guga Matos/JC Imagem
Espaço ganhou nova mobília e elementos da religião, como o atabaque Foto: Guga Matos/JC Imagem
Espaço ganhou nova mobília e elementos da religião, como o atabaque Foto: Guga Matos/JC Imagem
Barracão, o coração do centro, leva o nome de Eduardo Campos Foto: Guga Matos/JC Imagem
Barracão, o coração do centro, leva o nome de Eduardo Campos Foto: Guga Matos/JC Imagem
Escritório de Pai Toninho no Centro espírita Santa Bárbara Foto: Guga Matos/JC Imagem
Escritório de Pai Toninho no Centro espírita Santa Bárbara Foto: Guga Matos/JC Imagem
Inauguração está prevista para o dia 20 de dezembro Foto: Guga Matos/JC Imagem
Inauguração está prevista para o dia 20 de dezembro Foto: Guga Matos/JC Imagem
Grande festa está prevista. Cursos começam em janeiro Foto: Guga Matos/JC Imagem
Grande festa está prevista. Cursos começam em janeiro Foto: Guga Matos/JC Imagem
Pai Toninho joga os búzios para fazer previsões do futuro Foto: Guga Matos/JC Imagem
Pai Toninho joga os búzios para fazer previsões do futuro Foto: Guga Matos/JC Imagem

 

Extraído do site do Jornal do Commercio / Recife – PE
http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/geral/noticia/2015/10/25/centro-espirita-no-ibura-passa-por-reformas-para-oferecer-servicos-a-populacao-205006.php

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *