Breaking News

Cerca de 5 mil pessoas participam da procissão de Iyemanjá, em Santos

Evento contou com apresentações culturais e cortejos terrestre e marítimo

DE A TRIBUNA ON-LINE

28/02/2016 – 21:56 – Atualizado em 28/02/2016 – 22:25

 

Procissão percorreu a orla da praia, nas imediações do Aquário de Santos
Procissão percorreu a orla da praia, nas imediações do Aquário de Santos

 

Cerca de 5 mil pessoas, de acordo com a Prefeitura de Santos, participaram neste domingo (28) da Procissão de Iyemanjá, na Ponta da Praia, próximo ao Aquário Municipal. O evento contou com apresentações culturais e desfecho nas procissões terrestre e marítima, com a participação de cerca de 20 embarcações, que ocorreram por volta das 16h.

Sob a coordenação do babalorixá Marcelo de Logunédé, a programação celebrou a cultura afro-brasileira e destacou a luta contra a intolerância religiosa, reunindo pessoas da região, da Capital e até mesmo de outros estados.

A celebração à rainha do mar faz parte do calendário oficial da Cidade, tradicionalmente realizada no dia 2 de fevereiro. Mas, neste ano foi adiada devido à antecipação do Carnaval. O evento foi coordenado pela Casa de Culto Afro-brasilero Ilê Asé Sobo Oba Àryrá e pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

“Sempre acompanho a festa, pois acho bonita. Não sou seguidora da umbanda, mas tenho muita afinidade por Iyemanjá, a Rainha do Mar”, disse a dona-de-casa Janaína da Paz Cunha, moradora do bairro Aparecida.

O babalorixá Marcelo destacou a tradição do evento religioso na Cidade. “A festa aqui em Santos é muito tradicional e faz parte do calendário oficial. Este ano, pela primeira vez em 15 anos, temos a presença de um prefeito nos acompanhando, que é Paulo Alexandre Barbosa. É uma conquista para todos nós”.

 

 

Extraído do site do Jornal A Tribuna / Litoral de SP
http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/santos/cerca-de-5-mil-pessoas-participam-da-procissao-de-iemanja-em-santos/?cHash=f9f812d93a1c57c8475a9a8df7f474eb

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *