Breaking News

Chef baiana e show do grupo Àwúré se apresentam no Dida Restaurante no fim de semana

Dida Bar e Restaurante traz a chef baiana Angélica Moreira para o Afro Dida, nos dias 19 e 20 e show do grupo ÀWÚRÉ, dia 19

 

Dida Bar e Restaurante está em festa, realiza evento alusivo ao mês da consciência negra, traz pela primeira vez a chef baiana Angélica Moreira, que comanda o projeto “Etnogastronômico Ajeum da Diáspora” para a edição de novembro, do Afro Dida, o fim de semana contará ainda com apresentação do grupo ÀWÚRÉ.

O “Ajeum da Diáspora” remonta sabores da culinária afro-brasileira. O projeto gastronômico e cultural, idealizado por Angélica Moreira, tem como objetivo valorizar a culinária afro-brasileira. Uma oportunidade de reunir e saborear iguarias, da vasta culinária africana, sempre contando com um toque de criatividade e originalidade.

“A minha cozinha é de resistência e por isso eu tenho convicção que precisamos nos irmana; estar sempre unidos em prol da valorização da nossa cultura, por isso é interessante para o Ajeum da Diáspora realizar essa parceria e participar desse evento, para fortalecer o nosso trabalho de etnogastronomia e preservar esse acervo maravilhoso que a culinária afro-brasileira possui.”. atesta a chef Angélica Moreira.

 O evento Afro Dida, que acontece sempre no 3° sábado de cada mês, tem o intuito de realizar uma grande invasão afro no Rio. O encontro, ineditamente acontecerá em dois dias: 19 e 20 de novembro, com a chef convidada Angélica Moreira. Funcionará assim, são várias opções, separadas por dia.

  • O valor de R$ 49,00, contará com 1 entradinha, 1 prato principal  e 1 sobremesa.

 

Dia 19 / Sábado 

  • Entradas: ficam a cargo de Adocica, Bolsinha de Madagascar e uma Surpresa da chef. É só escolher uma delas e ter a certeza que será surpreendente.
  • Prato principal / opção 1: Eran com Banana da Terra: Dentre os elementos que marcam a etnogastronomia africana e afro-brasileira, o azeite de dendê, a pimenta, o camarão seco e a banana da terrasão ingredientes que tem forte presença. Todos eles estarão nessa receita. O prato que faz uma releitura datradicional moqueca de carne e é servido no Ajeum da Diáspora acompanhado por feijão fradinho, outro presente culinário trazido da África.
  • Prato principal / opção 2: Efó com Peixe: um prato conhecido da cozinha afro-baiana, mas que dificilmente encontrado nos restaurantes da cidade. O Efó, iguaria que faz parte do amplo legado do cardápio herdado dos povos africanos, será um dos pratos principais servidos no evento. Como manda a tradição, para acompanhar o Efó serão servidos peixe e arroz, ambos com o toque criativo que Angélica Moreira confere aos preparos da sua cozinha. 
  •  Sobremesa: Cocada Preta

Dia 20 / Domingo

  • Entradas: Adocica, Bolsinha de Madagascar e uma Surpresa da chef.
  • Prato principal / opção 1Adiê com Quiabos: uma deliciosa iguaria que tem como principal elemento o frango preparado com camarão seco, leite de coco e quiabos. Arroz com um toque diferenciado e feijão fradinho acompanham o prato.
  • Prato principal / opção 2: Frango com Ginguba: receita tradicional angolana, o Frango com Ginguba é uma comida que faz parte da culinária do país e carrega o sabor marcante do amendoim em uma espécie de guisado extremamente saboroso acompanhado de arroz de coco.
  • Sobremesa: Doce de Banana, é uma loucura o sabor, simples e marcante.

 

Tem mais – Três bebidas também são criações da cozinha do Ajeum. São elas: o ‘Fufu’, composta com aguardente, coco e gengibre, o ‘Dedeu’, uma batida fresca de tamarindo e o ‘Jajá’, feito com maracujá, por R$ 7,00 cada.

E a restaurateur Dida também estará com uma dica bacana: Caril de Camarões, preparado com camarão, molho espesso de tonalidade amarelada, com toques de açafrão, cominho, coentro e curry. Para tornar mais saboroso será servido no abacaxi. Preço individual, por R$ 39,00. A sugestão é uma inspiração de Moçambique.

“É ou não é para ficar prosa? Estou realizada com esse desafio, passar para meus clientes um nicho diferente de sabores”. Atesta a anfitriã Dida.

 

E no sábado, única apresentação do grupo ÀWÚRÉ, 

às 19h / couvert artístico, de R$ 5,00.

 

O termo ÀWÚRÉ faz parte do grande acervo de palavras do povo Yorubá e tem a sua formação um tanto complexa (*À*= nos ou nós, *WÚ* = desejar e *RÉ* ibukun = su as bênçãos); mas que atravessou o tempo e até hoje é falado, ao lado de outros idiomas, na parte oeste da África. Principalmente na Nigéria, Benim, Togo e Serra Leoa. Em grande parte dos cânticos sagrados em reverência aos deuses africanos, o termo aparece fazendo menção e desejo de boa sorte, bênçãos, prosperidade… coisas boas de uma forma geral.

E com o propósito de levar tais coisas boas, tendo a música como elemento de ligação e os tambores como o catalisador dessa energia ancestral, surge o grupo ÀWÚRÉ. Formado a partir de encontros despretensiosos, por integrantes cheios de bagagens e vindos de diferentes escolas, o grupo tem como mola mestra de impulsão do trabalho, o tradicional samba. Além da diversidade de ritmos e sons, é o que marca a concepção musical adotada. Um passeio pelas diversas formas de samba, pelo Jongo, ijexá, côco e por alguns toques do candomblé; o grupo dentro de um respeito ao sagrado e como forma de preservação cultural.

 

 

SERVIÇO:
Dida Bar e Restaurante 

Rua Barão de Iguatemi, 408 / Praça da Bandeira
Telefone: 2504 0841

Aberto: terça e quarta, das 16h até 0h / quinta, sexta e sábado: das 12h até 0h e domingo, das 12h até 20h

Formas de Pagamento: Cartões de débito: Visa e Mastercard
Cartão de Credito: Visa e Mastercard / Ticket Restaurante / Sodexo / Alelo
Capacidade: 40 lugares

efo-com-peixe
Efó com peixe
drinks-da-chef-angelica-moreira
Drinks da Chef Angélica Moreira
chef-angelica-foto-de-safira-moreira-1
Chef Angélica – foto de Safira Moreira
caril-de-camaroes-do-dida-bar
Caril de camarões do Dida Bar
adie-com-quiabos-1
Adie com quiabos
awure
Grupo Àwúré

Fotos: Chef Angélica Moreira e pratos, de Safira Moreira.

Fotos Dida e Caril de Camarões – Divulgação

 

Fonte: ASCOM

Rozangela Silva – Sócia Diretora
Bi & Ro Assessoria de Comunicação
Telefone: 21 2508 6245 / 21 3026 7242
Celular: 21 99998 1802
Endereço: Av. Rio Branco, 120 / Sala 608 Centro – RJ

 

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *