Breaking News

Cidades da Baixada Santista preparam festa para Iemanjá

Bertioga e Praia Grande abrem as comemorações nesta sexta-feira

NATHÁLIA GERALDO

04/12/2015 – 07:39 – Atualizado em 04/12/2015 – 07:47

 

Programação será de oferendas e rituais
Programação será de oferendas e rituais

Três cidades da Baixada Santista realizarão Festa de Iemanjá neste final de semana. O início da programação em Bertioga e Praia Grande, entretanto, acontecerá hoje.

Na primeira cidade, será promovida uma carreata com saída da porta do Templo Caboclo Cipó, na Vista Linda, a partir das 16 horas.

No final de semana, a programação será de oferendas e rituais na Praia da Enseada. O evento é aberto ao público.

“Teremos 37 tendas de terreiros de várias cidades do Estado. Todos são de Umbanda, mas cada um tem suas origens e formas de homenagem”, explica José Rodrigues de Assis Filho, representante do Caboclo Cipó.

Praia Grande promoverá a abertura oficial dos festejos a partir das 20 horas de hoje, em frente à estátua de Iemanjá, no bairro Ocian.

A Cidade realiza as homenagens neste e no outro final de semana, reunindo mais de 150 mil visitantes. Segundo a Prefeitura, 157 templos se inscreveram apenas para o primeiro período, com aproximadamente 180 veículos de outras cidades do Estado.

O evento causará interdições no trânsito. Em Mongaguá, de acordo com a Prefeitura, a Festa de Iemanjá contará com 250 entidades religiosas, nos finais de semana de 5 e 6 e de 12 e 13 de dezembro.

O evento acontecerá na praia de Agenor de Campos, entre a imagem da Rainha do Mar e a divisa de Itanhaém. É aguardada a participação de grupos de Goiânia e de Santa Catarina.

Confira a programação: 

Bertioga

Público: 7 mil pessoas

Hoje: Carreata a partir das 16 horas, com saída em frente ao Templo Caboclo Cipó (Rua Orestes Colombari, 1, Vista Linda) até a Casa da Cultura, no Centro. Depois, seguem pela Avenida Thomé de Souza e o Supermercado Krill. Retornam pela Avenida Anchieta até a Vista Linda.

Sábado e domingo (5 e 6 de dezembro)

Abertura oficial às 21 horas de amanhã. Segue até as 14 horas de domingo. Tendas ocuparão cerca de um quilômetro na Praia da Enseada, no trecho entre Vista Linda e Jardim Rafael. Haverá despacho de barcos no mar. Participantes receberão escultura de areia da réplica de Iemanjá.

Praia Grande

Público: mais de 150 mil visitantes

Hoje: Abertura oficial às 20 horas, em frente à estátua de Iemanjá, no bairro Ocian.

Sábado e domingo (5 e 6 de dezembro e 12 e 13 de dezembro)

Haverá cânticos, oferendas e um palanque com apresentações.

Participantes devem trocar sua autorização provisória para estacionar, no Mirim, a partir das 20 horas de hoje. De lá, os veículos deixarão seus passageiros na orla da praia, em frente a área destinada a seus grupos, seguindo ao estacionamento no Espaço Alvorada, no bairro Quietude. Veículos cadastrados que forem vistos trafegando vazios pelo Município serão apreendidos e autuados.

Intervenções no trânsito

Da meia-noite de hoje às 18 horas de domingo (6 de dezembro), a Avenida Presidente Castelo Branco ficará interditada, da altura da Rua 23 de Maio até a 1º de Janeiro. Rota alternativa pela Rua 9 de Julho e Avenida Presidente Kennedy. Haverá agentes no local para orientação.

Mongaguá

Público: 20 mil pessoas
Sábado e domingo (5 e 6 de dezembro e 12 e 13 de dezembro)
Cerca de 20 mil pessoas realizarão evento na praia de Agenor de Campos, entre a imagem de Iemanjá e a divisa de Itanhaém. A liberação para montagem das barracas acontece a partir das 18 horas de amanhã. Por isso, a expectativa é que o pico do evento seja a partir das 20 horas.

As diretorias de Trânsito e Segurança prestarão apoio ao evento.

 

 

Extraído do site do Jornal A Tribuna / Santos – SP
http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/atualidades/cidades-da-baixada-santista-preparam-festa-para-iemanja/?cHash=00097abd60162f4280a557cb6ee74d15

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *