Breaking News

Coco de Oyá faz apresentação gratuita no SESC Bom Retiro

2/8/2015 às 15h10

 

Após sucesso da última apresentação no SESC Bom Retiro, Coco de Oyá volta a se apresentar dia 16, este domingo, às 16h, na Praça de Conveniência, com entrada franca. O grupo é composto por três mulheres que trabalham cantigas de raiz através da combinação de voz e percussão, sendo elas, Rafaella Nepomuceno, Kelli Garcia e Mônica Santos.

Coco de Oyá inicia seu repertório com o tema do grupo, a cantiga para Oyá e outras apresentações com efeitos sonoros. Já na seqüência o grupo toca Cocos tradicionais e autorais. O Coco é um estilo de origem discutível, muito conhecido no Nordeste, e disseminado culturalmente através do Quilombo dos Palmares, o nome é por conta do ritmo, inspirado na quebra do coco para retirada de amêndoas e sua forma musical é cantada acompanhada apenas por percussão.

Após a apresentação dos Cocos, o grupo segue o show com uma sessão de baianás das Alagoas, uma mistura de Cocos a danças e canções de nítida influência religiosa. O trabalho das artistas é finalizado com uma roda de ciranda feita com todo o público.
Rafaella Nepomuceno, porta-voz do grupo, explica que o objetivo central do Coco de Oyá é valorizar a diversidade cultural e a ensinar a importância do respeito às manifestações tradicionais brasileiras tão esquecidas no contexto cultural atual.

Na última apresentação feita no SEC Bom Retiro, Rafaella conta que a interação com o publico foi total. “Senhoras, crianças e jovens dançando felizes ao som do Coco, Ciranda e Baianás, sendo que muitos deles se conheceram no local, foi sensacional para nós”.

Para o grupo essa interação com o publico é o que fica na memória e é o que as motiva de continuar nessa trajetória musical que mescla ritmo, dança, ancestralidades e envolve as pessoas a dançarem e cantarem dentro de uma energia que contagia todo o público.

 

 

Extraído do portal de notícias R7
http://noticias.r7.com/dino/entretenimento/coco-de-oya-faz-apresentacao-gratuita-no-sesc-bom-retiro-12082015

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *