Breaking News

Corredor Cultural recebeu Feira Afro no final de semana

CIDADES 23/08/2015 17:30:03 - Atualizado em 23/08/2015 17:30    
FOTO: FELIPE RODRIGUES Evento foi uma preparação para as Marchas Municipal e Nacional das Mulheres Negras
FOTO: FELIPE RODRIGUES
Evento foi uma preparação para as Marchas Municipal e Nacional das Mulheres Negras
    BARRA MANSA No sábado a cidade realizou a Feira Afro, no Corredor Cultural. O evento, que teve inicio às 11 horas, chamou atenção de muitos pela orientação a cerca do preconceito e as belezas das mulheres negras. Também foi servida uma feijoada beneficente, cuja renda será revertida para a participação de mulheres negras do município na marcha Nacional das Mulheres Negras, que será realizada no dia 18 de novembro, em Brasília. O acontecimento foi realizado pelas instituições Unegro, Pastoral Afro, OICN, Associação Mulher e Cidadania BM, Casa de Cultura, Casa dos Conselhos e Ubuntu, com o apoio da prefeitura. Durante a feira foram promovidas oficinas de tranças e turbantes, capoeira, jongo, hip hop, orientações jurídicas acerca de preconceito, racismo e injúria racial. Um dos objetivos da feira e angariar renda para contribuir com o pagamento do transporte e despesas das mulheres que irão a Marcha da Mulher Negra, em Brasília. “Queremos que 40 representantes de Barra Mansa estejam presentes ao evento. Outra finalidade da feira é destacar nossa cultura e mostrar que temos muitas coisas belas oriundas da comunidade negra”, informou Dalva de Oliveira, que faz parte da comissão organizadora do evento. Clarisse Avila, que faz parte da organização do evento, destacou a importância de divulgar a cultura negra para o município. “Nós queremos parar de falar de racismo, pois queremos que os negros deixem de ser menosprezados ou vitimas de preconceito. Temos uma historia muito rica e tenho essa esperança de que ainda vou poder ver o fim desta doença que é o preconceito”, declarou Clarisse. Ela ressaltou a importância do apoio da prefeitura para a realização do evento. “A prefeitura esta dando muita força para os eventos que estamos promovendo, tanto que nossa marcha municipal foi lançada oficialmente no gabinete do prefeito Jonas Marins. Ele abriu o gabinete e nos forneceu toda a estrutura necessária para a realização da feira e da marcha e temos que agradecer pela atenção”, informou Clarisse. A feira resultará na Marcha Municipal das Mulheres Negras, que será realizada dia 7 de setembro, junto com o desfile cívico pela comemoração da Independência do Brasil, com o tema 'Quem cala consente. Não deixe seu direito morrer no silêncio'. MAIS CULTURA Ainda no sábado, a Praça da Liberdade, no Centro, recebeu a 6ª Roda de Rima de Barra Mansa. O evento teve início às 19 horas e foi organizado pelo Coletivo Quilombo Moderno. Houve apresentações de Reggae, Dub, Ragga, Hard Core, Hip Hop e batalhas de Mc's. A programação contou ainda com show dos músicos Ju Dorotea, DJ Adu e Conexão 403. Ontem foi realizada a primeira edição do ‘Done na Rua’ em Barra Mansa, às 15 horas, também no Corredor Cultural. O evento teve apresentações de bandas acústicas e discotecagem, roda de rima com Juliana Dorotea e Lívia, exposição da mostra 'Des-peito', conversa sobre a ditadura da beleza, com Anny Gurgel, feira grátis, exposição de produtos artesanais e alimentos veganos, que tem o objetivo de não consumir produtos de origem animal, como carne, peixe, lacticínios, ovos, mel e outros ingredientes.“São momentos de lazer, promoção da cultura e de troca de experiência e informação”, declarou Cláudio Chiesse.   Extraído do site do Jornal A Voz da Cidade / Barra Mansa – RJ http://avozdacidade.com/site/noticias/cidades/46104/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *