Criminosos colocam fogo em centro espírita de Caxias

27/06/14 | 08:00 || Marina Navarro Lins

2014-728085673-2014062602987.jpg_20140626
O segundo andar do centro espírita foi totalmente destruído pelo fogo
Foto: Darlei Marinho / Extra

Os adereços, móveis e o teto do segundo andar da casa de candomblé Kwe Cejá Gbé, no bairro Taquara, em Caxias, amanheceram, ontem, transformados em cinza. Segundo a filha de santo Adriana Pedrosa, a casa foi invadida por volta de 1h30m e incendiada. E esta não é a primeira vez.

— Nos últimos seis anos, também colocaram fogo em três carros e no andar de baixo da casa. É alguém que conhece os horários daqui, sempre ataca quando não tem ninguém. Pode ser intolerância religiosa — disse Adriana.

Os cerca de 40 filhos de santo da casa perderam suas roupas, os temperos e os grãos usados nas festas. Os policiais do 15º BPM (Caxias) e o Corpo de Bombeiros estiveram no local.

— Agora só nos resta reconstruir tudo, como fizemos das outras vezes — lamentou Adriana.

Para o Babalaô Ivanir dos Santos, interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), o caso é grave e pede uma investigação séria:

— Essa casa é muito considerada no ramo Jeje e sei que, há três anos, atiraram nela. A situação não é nova e tem um fundo religioso. O que prova isso é que as agressões são contra o centro da religião e não atinge as pessoas.

O presidente da Comissão contra o Racismo, a Homofobia e a Intolerância Religiosa da Alerj, o deputado Carlos Minc, prometeu apurar a denúncia.

— Vou falar com a polícia sobre isso. Já tivemos casos semelhantes na região e temos que encontrar os culpados — afirmou Minc.

Extraído do site Jornal Extra On line:

http://extra.globo.com/noticias/rio/criminosos-colocam-fogo-em-centro-espirita-de-caxias-13038782.html#ixzz35rG9p7sN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *