Breaking News

CULTURA AFRO: Assembleia pode incluir Cortejo das Águas de Oxalá no calendário turístico de SP

 

Festa tradicional realizada em Araras, no interior de São Paulo, passou por votação na Comissão de Constituição e Justiça da Casa

por Redação RBA publicado 15/06/2017 11h48, última modificação 15/06/2017 16h03

P.M. ARARAS / DIVULGAÇÃO
Festa tradicional realizada em Araras, no interior de São Paulo, passou por votação na CCJ da Alesp, com resistências evangélicas

São Paulo – A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, em votação simbólica na quarta-feira (14), o Projeto de Lei 145/17, de autoria da deputada estadual Leci Brandão (PCdoB), que prevê a inclusão do Cortejo das Águas de Oxalá no Calendário Turístico do estado. A tradicional festa é realizada anualmente, geralmente no mês de janeiro, no município de Araras, a 174 quilômetros da capital, e celebra a cultura africana por meio de um festival cultural com atrações musicais, oficinas e palestras em que se debatem temas relacionados à cultura africana e o sincretismo religioso brasileiro.

O Cortejo das Águas de Oxalá é uma festa que retoma a cultura África-Brasil e alegra a população, cativando até mesmo quem não faz parte diretamente dos movimentos. O fim de semana do festival é finalizado pelo tradicional cortejo, em que os participantes seguem pelas ruas do centro de Araras até à Igreja Santa Cruz, onde fazem a lavagem da escadaria.

Aprovado na CCJ, a inclusão do evento no calendário segue para votação em outras comissões da Casa. Os deputados que apoiaram o projeto comemoraram a conquista, mas alertam para o preconceito dentro da Assembleia.

Três parlamentares se opuseram à inclusão do Cortejo das Águas de Oxalá no calendário turístico de São Paulo: Gilmaci Santos (PRB), Marta Costa (PSD) e André Soares (DEM). O primeiro é pastor evangélico e defensor da distribuição de um “kit bíblico” nas escolas estaduais. A deputada do PSD também é pastora, indicada pela Assembleia de Deus para ser a candidata da igreja à vereança em 2004. Em 2014, foi indicada pela Convenção Fraternal das Assembleias de Deus do Estado de São Paulo para disputar um cargo na Alesp. Por fim, André Soares é filho de R.R. Soares, fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus.

 

 

Extraído do portal de notícias Rede Brasil Atual / São Paulo – SP
http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2017/06/assembleia-legislativa-inclui-o-cortejo-das-aguas-de-oxala-no-calendario-turistico

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *