Breaking News

CULTURA AFRO: Balé Afro conta história de resistência das aldeias africanas

A obra ganha mais uma temporada em parceria com o projeto Quarta da Dança, durante o mês de julho, às 20h, no Teatro Arraial Ariano Suassuna

 

Por: Samuel Calado

Publicado em: 15/07/2017 12:03 Atualizado em: 15/07/2017 20:47

Foto: Arthur Mota/Divulgação

O espetáculo Os Guerreiros, do Balé Afro Raízes, conta a história de resistência dos povos africanos na luta pela sobrevivência e conquista de territórios.  A obra ganha mais uma temporada em parceria com o projeto Quarta da Dança, durante o mês de julho, às 20h, no Teatro Arraial Ariano Suassuna. 

No espetáculo, é possível identificar a preocupação com a proximidade  da  estética africana. Desde os elementos utilizados nos movimentos, como os facões para homenagear o orixá Ogum (guerra e do ferro), até as pinturas corporais com as cores da natureza para retratar a beleza do orixá Oxum (águas doces e da fertilidade).  

Foto: Arthur Mota/Divulgação

Paulo Queiroz, coreógrafo do espetáculo e diretor do grupo, conta que a peça é o resultado de pesquisas bibliográficas realizadas pela equipe sobre a história das civilizações africanas. O bailarino destaca que a dança é a melhor forma de contar a história da África, já que ela está presente em todos os acontecimentos do cotidiano. “Ela expressa o nascimento, a morte, a guerra e as festas para agradecer aos deuses por uma colheita farta”. 

Foto: Arthur Mota/Divulgação

Em cena, cerca de 10 bailarinos revezam-se entre as coreografias musicadas por percussionistas que tocam e cantam cantigas populares. “Nós entoamos gritos para expressar a súplica de um povo sofrido que tem sua história marcada por vários conflitos. Nossos movimentos se baseiam na história dos orixás Ogum, Xangô e Iansã, divindades atribuídas a guerra, a justiça e ao fogo”, explica Paulo.

 

História 

O Balé Afro Raízes foi fundado no dia 13 de setembro de 2006. Durante esse período, já apresentou diversos espetáculos, entre eles, as peças Dançando com a força e a sensualidade dos OrixásSenzala e Os Guerreiros, encenadas em vários teatros e festivais, como o Janeiro de Grandes Espetáculos (em 2008), a 7ª Mostra Brasileira de dança (2009) e o 25º Festival de Inverno de Garanhuns (2015). 

Foto: Arthur Mota/Divulgação

Este ano, o grupo recebeu um prêmio de reconhecimento trabalho social que desenvolve há mais de 10 anos na comunidade de Peixinhos, em Olinda, recebendo o Troféu Abebé de Prata, em evento realizado no mês de maio no Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu, em Boa Viagem. 

 

Saiba mais sobre o trabalho social do grupo 

 

Serviço 
Os Guerreiros, do Balé Afro Raízes – todas as quartas de julho, às 20h, no Teatro Arraial Ariano Suassuna. Rua da Aurora, 457, Bairro da Boa Vista, área central do Recife. As entradas custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Os ingressos são disponibilizados na bilheteria do teatro a partir das 19h. Mais informações através dos números (81) 9 8788-3144 e 9 8761-4332.

 

Extraído do site do Jornal Diário de Pernambuco / Recife- PE
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2017/07/15/internas_viver,713348/bale-afro-conta-historia-de-resistencia-das-aldeias-africanas.shtml

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *