Breaking News

Direitos Humanos denuncia intolerância religiosa de igreja evangélica de Cambé

30/03/2017 10:01 CARTAZ OFENSIVO   O Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) denunciou nesta quinta-feira (30) um caso de intolerância religiosa praticado pela filial da Igreja Internacional da Graça de Deus localizada na esquina da PR-445 com a rua Presidente Afonso Pena, próximo ao jardim Novo Bandeirantes, em Cambé. A mensagem de um cartaz colocado em frente à igreja convida para os cultos da congregação quem "é vítima de inveja, doenças, macumba, bruxaria e magia negra".
Reprodução/MNDH
As palavras estão abaixo do título "Desencapetamento Total", grafado com letras vermelhas na entrada da igreja. As reuniões ocorrem às sextas-feiras, a partir das 19h30. Segundo o coordenador estadual do Movimento Nacional de Direitos Humanos, Carlos Enrique Santana, o fato de o cartaz conter a palavra macumba é uma afronta aos costumes e hábitos das religiões de matriz africana. "Isso é crime. Vamos esperar providências", apontou o militante. O presidente do Conselho de Pastores Evangélicos de Cambé (Conpas), Oswaldo Campos, desconhecia a existência da mensagem. Ele reiterou que a igreja alvo da denúncia "não faz parte do conselho, assim como muitas do segmento neopentecostal". Campos lamentou o fato, afirmando que "particularmente não concorda" e "acha difícil criticar qualquer tipo de religião em um país democrático como é o Brasil". Procurado pela reportagem, o promotor de Direitos Humanos de Londrina, Paulo Tavares, argumentou que vai analisar o caso com cuidado, mas relembrou que o Ministério Público já denunciou "dois pastores evangélicos de uma igreja da zona norte de Londrina que afixaram uma faixa incitando violência contra pessoas que têm apreço por religiões africanas". O cartaz convocava os fiéis para "uma guerra contra a macumba". Segundo Tavares, os líderes da igreja "pediram desculpa e retiraram a mensagem ofensiva". A reportagem tentou contato por diversas vezes com representantes da congregação evangélica denunciada pelo Movimento Nacional de Direitos Humanos na manhã de hoje, mas não obteve retorno das ligações.   Rafael Machado - Redação Bonde   Extraído do blog de notícias O Bonde / Londrina – PR http://www.bonde.com.br/bondenews/londrina/direitos-humanos-denuncia-intolerancia-religiosa-de-igreja-evangelica-de-cambe-438868.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *