Breaking News

Diretoria da ANMA é reeleita para mais um biênio

Texto: Sérgio d´Giyan | 19.01.2016 11:19

 

 

Os diretores Marcio de Jagun, Renato Ferreira, Ignez Teixeira, Marcio Nobre, Jorge Damião e Sérgio Carvalho foram reconduzidos ao comando da próxima gestão da ANMA – Associação Nacional de Mídia Afro. A solenidade de assinatura ocorreu no Templo de Jagun, na Rua Saint Hilaire, em Bonsucesso, e firma por mais dois anos a manutenção dos trabalhos iniciados na última gestão, e que resultará no sucesso da conclusão das atividades vigentes.

Dentre as iniciativas geradas pela gestão anterior, estão entre outras, a ação judicial para retiradas dos vídeos que discriminavam as religiões afro-brasileiras no You Tube, e que culminou na sentença desastrosa do juiz federal Eugênio Rosa de Araújo, da 17ª Vara Federal/RJ, responsável pela ação, negando o pedido de antecipação de tutela para retirada dos vídeos, ao fundamentar sua decisão alegando, entre outras coisas, que as manifestações religiosas afro-brasileiras não se constituíam em religiões, muito menos que os vídeos contidos no Google refletiam um sistema de crença.

O magistrado ainda afirmou na época que ambas as manifestações de religiosidade não teriam traços necessários de uma religião, a saber: um texto base (corão, bíblia etc.) ausência de estrutura hierárquica e ausência de um Deus a ser venerado.”

Em 2015, a ANMA ministrou um curso sobre lideranças de terreiro nas suas instalações e nas dependências da TEO – Templo Espírita do Oriente, dirigida por Luiz Fernando de Barros, no bairro da Piedade.

A ANMA em consonância com o IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional deu entrada em 2015 no pedido de tombamento do idioma Yorubá. Ainda em curso nas esferas do IPHAN, o processo abrirá portas para tombamento de outros idiomas que norteiam as diversas nações que compõem o Candomblé, como o Bantu, Fon, Kimbundo, e outras.

A Diretoria para o biênio 2016 / 2018 é composta da seguinte forma:

marcio de jagun
Presidente – Marcio de Jagun – Instituto Ori

 

Renato de Obaluaiye
Vice-Presidente – Renato Rodrigues – Irmafro

 

Ignez Teixeira
Diretor Financeiro – Ignez Teixeira – CIAFRO / Revista Identidade Negra

 

Diretor Cultural e Comunicação – Sérgio Carvalho – Jornal Awùre
Diretor Cultural e Comunicação – Sérgio Carvalho – Jornal Awùre

 

IMG-20160119-WA0024
Diretor Secretário – Marcio Nobre

Diretor Jurídico – Márcio de Jagun – Instituto Ori (acumulando a função com a Presidência)
Diretor Institucional – Jorge Damião – CEAP

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Ilé Asé Omin Oiyn, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Hoje, é editor do Jornal Awùre. Diretor Financeiro da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. Colabora com a assessoria de comunicação do PPLE - Partido Popular da Liberdade de Expressão Afro-Brasileira. É sócio diretor na agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *