Breaking News

“Ele é um psicopata”, diz vítima de incendiário

Valter Guerreiro, como é conhecido, foi candidato a vereador de São Vicente MATHEUS MÜLLER 25/10/2016 - 17:57 - Atualizado em 25/10/2016 - 18:58   Apenas com a roupa do corpo e muito assustadas. É assim que estão as vítimas de Valter de Oliveira Alves, de 46 anos, que ateou fogo nas casas da ex-mulher, de 36, e da vizinha, onde estava alojada com os filhos por medo das ameaças do agressor. “Ele me espancou e tentou me matar com uma faca. Bateu com a minha cabeça na parede, me jogou   no chão, me arrastou pelo cabelo e me deu chutes, antes de incendiar tudo”, conta, que foi casada com Valter por 15 anos e com que tem dois filhos, uma menina de 13 anos e um menino de 11. Os dois estão separados há 5 meses. Desde então o agressor estava no Rio de Janeiro, onde atuou como pai de santo. “Nesse tempo todo ele me ameaçou. Disse que voltaria para matar todo mundo (ela e os filhos)”. Assustada, decidiu ir para a casa da vizinha, onde foi recebida com os filhos do casal e a enteada, filha de Valter, de 18 anos. “Ela não quer mais saber do pai. Também é uma vítima. Só fiquei com ele durante esse tempo todo porque me ameaçava”.
Vítimas perderam tudo no incêndio desta madrugada 
Vítimas perderam tudo no incêndio desta madrugada
A vítima conta que, antes do ex-marido encontrá-la na casa da amiga, ele esteve no hospital onde o pai dela está internado com câncer no fígado. “Ele invadiu (a unidade de saúde) pensando que eu estivesse lá. Depois foi para a minha casa e só então para a minha vizinha, onde ocorreu a agressão”. A vítima relembra a cena de terror: “Por volta das 2 horas, ele arrombou a porta e, neste momento, consegui passar a filha dele para a casa ao lado. Me bateu e tentou agredir a minha amiga, mas o filho dela de 19 anos se colocou na frente. Estava embriagado e drogado. Só parou porque alguém chamou a polícia, que chegou e separou, mas não o levou preso”. A ex-companheira disse que ele deixou o local prometendo vingança. Às 6 horas foi até a casa onde moravam e ateou fogo. Em seguida, fez o mesmo na casa da amiga, local em que foi preso. Passado A ex-mulher lembra que Valter era um homem muito amoroso no começo do relacionamento, mas que após o nascimento dos filhos, começou a se envolver com álcool e cocaína. Desde então, os traços de agressividade passaram a ser mais frequentes. “Quando a minha filha tinha 10 anos ele tentou matá-la a facadas. É um psicopata. Já colocou a arma na minha cabeça e também dentro da própria boca, dizendo que ia se matar”. Durante todo o relacionamento, ela chegou a registrar cerca de cinco Boletins de Ocorrências contra o companheiro. A vítima diz estar indignada pois, mesmo com todo esse histórico, Valter se candidatou a vereador de São Vicente. “Foi neste ano. Ele tinha o slogan de que faria mais pela família. Dá para acreditar?”.       Extraído da versão digital do Jornal A Tribuna / Santos – SP http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/policia/ele-e-um-psicopata-diz-ex-mulher-de-incendiario/?cHash=1abe5308a3343dcf6c72861aaf5e9d8a

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *