Breaking News

Em reunião com George Santoro, Instituto Raízes de Áfricas, discute visita técnica de Comissão alagoana a Incubadora Afro, ao estado do Rio de Janeiro.

Por Arísia Barros Postado em 08/11/2016 às 13:03  em Raízes da África

 

 

Em visita, que acontece ainda no mês de novembro,  uma comissão formada por secretarias do governo do estado de Alagoas e o Instituto Raízes de Áfricas  viajam a cidade do Rio de Janeiro , com o objetivo de agregar a teoria uma visão técnica da transferência e reaplicação da tecnologia social de incubação de negócios desenvolvida pela Incubadora Afro Brasileira,no Rio de Janeiro para Alagoas.

A  visita  técnica foi discutida  em reunião acontecida na sexta-feira,4/11, na sede da Secretaria de Estado da Fazenda, com o secretário George Santoro e Paloma Tojal.

Iniciativa do Instituto Raízes de Áfricas, a proposta de implementação da Incubadora Afro, no estado  traz como interesse  contemplar o empreendedorismo preto nas periferias, com uma  perspectiva mais voltada para inclusão socioprodutiva, que gere emprego e renda,  com foco na valorização do fazer afro, formação de lideranças e na redução da pobreza.

No Rio a  ação de re/conhecimento sobre a Incubadora Afro será coordenada por Giovanni Harvey , fundador da Incubadora Afro Brasileira, no Rio de Janeiro, consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, em Cabo Verde, além de integrar o Fórum da Sociedade Civil no Fundo Monetário Internacional e no Banco Mundial.

O Cais de Valongo  que faz parte do Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana e estabelece marcos da cultura afro-brasileira , no Rio será um dos pontos de visitação.

 

Extraído do site Cada Minuto / Maceió – AL
http://www.cadaminuto.com.br/blog/raizes-da-africa/295073/2016/11/08/em-reuniao-com-george-santoro-instituto-raizes-de-africas-discute-visita-tecnica-de-comissao-alagoana-a-incubadora-afro-no-rio-de-janeiro

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *