Breaking News

ESFORÇO BÍBLICO: Universal pede dinheiro a fiéis para lotar cinemas de Os Dez Mandamentos

 

DIVULGAÇÃO/IURD Culto da Universal na avenida João Dias, onde se pede dinheiro para comprar ingressos
DIVULGAÇÃO/IURD
Culto da Universal na avenida João Dias, onde se pede dinheiro para comprar ingressos

REDAÇÃO – Publicado em 18/01/2016, às 05h22

Em um esforço quase bíblico para lotar os cinemas de espectadores do filme Os Dez Mandamentos, a Igreja Unviersal do Reino de Deus está pedindo dinheiro aos fiéis mais abonados para supostamente comprar ingressos para pessoas carentes. Os pastores da igreja também estão incentivando os frequentadores de cultos a adquirirem ingressos antecipadamente e, assim, transformar o longa derivado da novela na maior na maior bilheteria do cinema nacional. Na periferia, pastores interrompem as reuniões (como agora são chamadas os cultos da igreja) para exibir trailers do filme.

A reportagem do Notícias da TV presenciou um pedido de “oferta” para a compra de ingressos no templo da avenida João Dias, em Santo Amaro (zona Sul de São Paulo), na última terça-feira (12). Durante o culto, os obreiros (ajudantes) entregavam um envelope com o logotipo de Os Dez Mandamentos, enquanto os pastores pediam para os fiéis depositarem a quantia que pudessem para ajudar na “causa”. O envelope com o dinheiro podia ser devolvido no mesmo dia ou na próxima reunião.

O encontro, que começou às 20h, foi liderado pelo bispo Nilton Patrício, o mesmo que comanda alguns dos programas da Universal na TV. Ele foi auxiliado no púlpito por alguns pastores, todos vestidos de branco. Em pouco mais de uma hora e meia de culto, o bispo falou sete vezes de Os Dez Mandamentos – O Filme.

Patrício lembrava aos presentes da data de estreia (28 de janeiro) e dizia que a produção havia mudado a vida de um pai de santo. “Depois que viu Os Dez Mandamentos, ele deixou de ser pai de santo, perdão, deixou de ser pai de encosto. É verdade. A palavra [de Deus] muda. Você vai receber o envelope, colocar a quantia que quiser e devolver na próxima reunião da cura”, repetia.

O ritual de Os Dez Mandamentos

Antes da entrega do envelope, porém, todo um ritual foi seguido. O tema do dia era a cura. Após uma rápida leitura de trechos da Bíblia, foram entregues vários objetos aos presentes: um pano vermelho, um pequeno frasco com óleo e correntinhas. Em seguida, começou a “sessão do descarrego”.

Fiéis surgiram em um estado de transe, como se estivessem possuídos por espíritos malignos. No final da cerimônia, os espíritos foram “expulsos” pelas orações. Nesse momento, o bispo Patrício pediu dinheiro pela primeira vez _para a igreja, não para o filme.

“Está feliz, está curado? Você crê? Então pega esse envelope e faz a sua oferta. Podem ser mil reais, 500 reais, duzentos, cem, vinte, uma moeda. Doe o melhor que você tiver”, disse o bispo. Quase todos os 4.000 presentes colaboraram.

REPRODUÇÃO/RECORD Guilherme Winter no apíce da novela Os Dez Mandamentos: a abertura do Mar Vermelho
REPRODUÇÃO/RECORD
Guilherme Winter no apíce da novela Os Dez Mandamentos: a abertura do Mar Vermelho

Em seguida, Patrício falou da importância do dízimo, dos 10% do salário que todo fiel deve doar à igreja _além das “ofertas” extras. Após um rápido sermão, o bispo, enfim, pediu a doação para Os Dez Mandamentos. Muitos fiéis atenderam.

“A gente coloca [no envelope] qualquer quantia para a igreja poder comprar ingressos para os carentes. Tem gente que quer ir e não tem dinheiro. Eu já comprei os meus”, explicou uma jovem senhora que estava com os dois filhos, a irmã e o marido.

Estratégia de marketing

Uma jornalista frequentadora de vários grupos da Igreja Universal confirmou aoNotícias da TV que desde o início do ano os pastores têm pedido dinheiro para comprar bilhetes para o filme. Ela pertence a uma unidade do ABC.

“Os ingressos que a igreja compra estão sendo distribuídos em bairros carentes. Há muita gente que não tem condições de pagar R$ 25 para ir ao cinema. A ideia também é lotar as sessões de cinema nos quatro primeiros dias. A Universal quer bater o recorde de bilheteria. Trata-se também de estratégia de marketing, mas doa quem quer e quanto puder. Não é o dízimo, é uma oferta. O dízimo é 10% do seu salário e também não é obrigatório”, contou ela, que preferiu não se identificar.

O culto ao qual o Notícias da TV testemunhou foi filmado para passar na TV _a igreja ocupa as madrugadas da Record e arrenda canais como o 21, da Band, e a rede CNT. Na TV, no entanto, não é mostrado o momento em que Nilton Patrício pede dinheiro para comprar ingressos.

Na semana passada, os templos da Universal também exibiram, entre um culto e outro, uma reportagem do Domingo Espetacular sobre o sucesso da venda antecipada dos ingressos de Os Dez Mandamentos _já foram vendidos mais de 1,5 milhão de tíquetes. Fiéis também relatam que trailers do longa foram apresentados durante cultos em igrejas de Taboão da Serra e Diadema, cidades da Grande São Paulo.
► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Original: http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/televisao/universal-pede-dinheiro-a-fieis-para-lotar-cinemas-de-os-dez-mandamentos-10206#ixzz3y3asZkIj 
Follow us: @danielkastro on Twitter | noticiasdatvoficial on Facebook

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *