Breaking News

Estátua de Iemanjá continua guardada em São Vicente

Situação perdura desde fevereiro. Executivo e Legislativo não entram em acordo e espíritas sofrem

por Carlos Ratton – 23 de agosto de 2015

 

Fevereiro deste ano. Diário publica reportagem sob o título “três cidades querem Iemanjá de São Vicente”, mostrando que a falta de posicionamento do Executivo e do Legislativo do Município para decidir onde colocar a imagem estava colocando em risco a permanência da estátua na Cidade, contrariando 45 mil simpatizantes.

Abril. Os adeptos das religiões afrodescendentes estavam em festa. Em ofício encaminhado à Câmara de Vereadores, o prefeito Luís Cláudio Bili (PP) garantia a instalação da imagem de Iemanjá. Bili estava apenas aguardando a manifestação do secretário de Cultura, Amauri Alves, para definir qual o local mais adequado na orla vicentina.

Maio. Quarenta e cinco mil simpatizantes ainda não conseguiam obter uma posição da Prefeitura sobre em que local da orla será instalada a imagem de Iemanjá. A Câmara não mostrou força suficiente para por fim ao imbróglio, apesar do Estado ser laico (posição neutra no campo religioso).

Esta semana, a Reportagem do Diário conseguiu conversar com o espírita e jornalista Edgar Falcão, que se tornou uma espécie de guardião da obra, que mede 2,30 metros de altura por 1,5 de largura, pesa 123,2 quilos. Ela é um patrimônio do Município e de 400 terreiros espalhados pela Cidade. “É uma situação inacreditável. Não querem resolver uma questão simples”, afirma o jornalista.

 

O jornalista Edgar Falcão se tornou guardião da imagem (Foto: Matheus Tagé/DL)
O jornalista Edgar Falcão se tornou guardião da imagem (Foto: Matheus Tagé/DL)

Prefeitura

Questionada anteriormente, a Prefeitura de São Vicente havia revelado que estava estudando melhor localização. A administração afirmava que o estudo levava em consideração vários fatores, como interferência urbana e o paisagismo da Cidade, e adiantou que não há prazo definido para sua finalização devido a complexidade e das interligações com outras áreas da Administração Municipal.

Ontem, a Administração informou que a documentação para definição do local encontra-se em poder do Legislativo. Até o momento a Prefeitura não recebeu o parecer. “A Prefeitura  respeita  todas as manifestações religiosas com representação no Município”, concluiu em nota.

 

Extraído do site do Jornal Diário do Litoral /  SP
http://www.diariodolitoral.com.br/conteudo/63213-estatua-de-iemanja-continua-guardada-em-sao-vicente

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

3 Comments

  1. MICHEL

    Não há nada pior do que aturar os ditos evangélicos que não são verdadeiros evangélicos e sim ignorantes pois não sabem que toda a cultura da Bíblia tem sua origem na Africa já que foi no Egito-Civilização Africana-que Moisés aprendeu tudo o que legou aos israelitas…Além disso o Aramaico-a língua falada por Jesus Cristo- pertence a família linguística Afro-Asiática…É isso que ensina a história e contra fatos não há argumentos…O Estado é Laico! E portanto todas as manifestações religiosas devem ter sua expressão garantida no ESPAÇO PÚBLICO e quem não gostar que mude de país e de planeta…Afinal se até falsos pastores da laia do Malafaia tem seus direitos de expressão garantidos pela constituição porque não a Umbanda que é genuinamente BRASILEIRA e não explora a fé alheia?VIVA A LIBERDADE!

    Reply
  2. John

    O Estado é Laíco e não pode se meter nestas coisas de religião. E como ficam os Evangélicos da cidade, terão que aturar está imagem?. Se o individuo gosta dessa estátua, que ponha na casa dele. E tenham certeza que a cidade que receber esta estutua cairá em miséria total, pois Deus não divide a glória Dele com ninguem

    Reply
    1. MICHEL

      Deus compartilha sim a sua Glória com toda a criação e Jesus sempre defendeu a LIBERDADE RELIGIOSA. O que Jesus criticou com rigor foi a hipocrisia dos que se dizem religiosos e não respeitam a Presença de DEUS no outro…

      Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *