Breaking News

Evento “Caboclinhas” traz música e dança Afro-latina para as ruas da Zona Portuária do Rio

 

POR QUINTINO GOMES FREIRE EM 15 DE MAIO DE 2017CENTRO DO RIOEVENTO

O evento cultural Caboclinhas ocupa a Praça dos Estivadores no dia 19 de maio, sexta-feira, com uma super programação cultural gratuita, a partir das 17 horas! Mensalmente o projeto cultural Caboclinhas ocupa as ruas da Zona Portuária para celebrar a cultura Afro-Latina, sempre com shows de dança, música e oficinas diversas, além de um espaço para expositores.

Abrindo a programação é oferecida uma oficina de percussão de samba, afoxé e jongo com Georgia Camara e na sequência show com a cantora gaúcha Lizza Dias, idealizadora do projeto Caboclinhas.

O Shopping Paço do Ouvidor já é uma referência no centro da cidade do Rio de Janeiro. Quer conferir? Passa no Paço!

Na sequência DJ Silvinho entra em ação para fazer todo mundo dançar. E não pode faltar a já tradicional apresentação de capoeira com o Grupo Só Angola do Mestre Brinco. O evento conta ainda com o apoio da Companhia Mariocas.

“Caboclinhas” acontece desde 2013 e foi idealizado pela musicista, cantora e produtora cultural Lizza Dias.

Serviço

Evento e show Caboclinhas grátis na Zona Portuária
Data: 19 de maio (sexta-feira)
Horário: a partir das 17:00
Endereço: Praça dos Estivadores s/ n°
Entrada: GRÁTIS

 

 

Quintino Gomes Freire

Editor at Diário do Rio

Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

 

Extraído do blog Diário do Rio / Rio de Janeiro – RJ
http://diariodorio.com/evento-caboclinhas-traz-musica-e-danca-afro-latina-para-ruas-da-zona-portuaria-rio/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *