Breaking News

Evento discute políticas públicas para as comunidades de terreiro em São Gonçalo

Texto: Sérgio d´Giyan Fonte: Chave de Ouro 24.05.2016 07:25

 

13281854_638588382961170_447897066_nA COMASG – Comissão das Matrizes Africanas de São Gonçalo realiza amanhã (25), às 18h, um evento que terá como objetivo discutir novas políticas públicas e suas aplicações junto ao município.

A entidade reúne diversos setores da cultura afo-brasileira, nela o samba, a capoeira, o jongo e outras manifestações irão propor novos enfrentamentos e ações de emponderamento para coibir o racismo e a intolerância. Em vista do cenário que se apresenta a COMASG pretende cobrar às autoridades a aplicação de dispositivos para minimizar os casos de violência e apresentar um estudo para potencializar o aparelho público nas tratativas dessas situações.

O Encontro também servirá de ponto de partida para discutir outras causas que preocupam a comunidade, como gravidez não orientada, utilização de substâncias tóxicas e farmacológicas que causam dependência química, acolhimento de menores infratores e das famílias de ex-detentos. Causas essas muitas vezes enfrentadas pelas comunidades de terreiro e que precisam de orientações jurídicas e sociais para dar suporte a essas situações.

O evento será realizado no Centro Cultural Joaquim Lavoura (Lavourão) na Rua Presidente Kennedy, 721, no bairro Estrela do Norte, em São Gonçalo. Conta com o apoio da COPIR-SG – Comissão de Promoção à Igualdade Racial de São Gonçalo e sua organização está sob a responsabilidade do Egbé Ilé Asé Oloya Torun.

Mais informações sobre o conteúdo do evento e sua realização devem ser solicitadas a seu produtor, o Babalorixá Gilmar Hughes ty Oyá, do Egbé Ilê Asé Oloya Torun, localizada no Jardim Bom Retiro, em São Gonçalo, através do telefone 21 97481-6055.

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *