Breaking News

‘Exu – A Boca do Universo’ retorna a Salvador para apresentações em maio

Espetáculo entra em cartaz no Teatro Gregório de Matos, nos dias 4 e 7.

 

 

Por G1 BA

19/04/2017 11h29  Atualizado 19/04/2017 11h29

Espetáculo pode ser visto no Teatro Gregório de Matos (Foto: Andréa Magnoni/Divulgação)

O Núcleo Afro Brasileiro de Teatro de Alagoinhas (NATA) retorna a Salvador com o espetáculo “Exu – A Boca do Universo”, entre os dias 4 e 7 de maio, às 20h, no Teatro Gregório de Matos, localizado na Praça Castro Alves. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).

As apresentações são parte do projeto de manutenção Oroafrobumerangue, que será realizado nos municípios de Alagoinhas e Salvador, em 2017 e 2018. A peça já rodou mais de 30 cidades brasileiras pelo Palco Giratório do Sesc 2015 e traz cinco características dentro do universo que é a divindade Exu, bem como algumas lendas, histórias e mitos.

Dentro do projeto Oroafrobumerangue, o NATA vai ministrar oficinas para comunidade de Alagoinhas; duas edições do IPADÊ – Fórum NATA de Africanidade, em Alagoinhas e Salvador); temporadas do projeto Natas em Solos – Seis Olhares Sobre o Mundo em Alagoinhas e Salvador); e manutenção e montagem do espetáculo Oxum, ainda sem datas divulgadas. “Teremos também nas duas cidades a realização do Sarau Noites Afro-Poéticas e, em janeiro de 2018, a volta de Sire Obá”, ressalta a diretora da Modupé Produtora, empresa responsável pela produção do NATA, Susan Kalik.

Serviço

Exu – A Boca do Universo
Local: Teatro Gregório de Matos
Data: 4 a 7 de maio
Horário: 19h
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)

 

Extraído do portal de notícias G1 / Bahia
http://g1.globo.com/bahia/noticia/exu-a-boca-do-universo-retorna-a-salvador-para-apresentacoes-em-maio.ghtml

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *