Breaking News

Fenacab inaugura sede no Sudeste com premiações

14/12 – 04:45

 

fenacab-logologoooo

 

Em 1946, havia muita repressão aos cultos afros, mas isso não impediu que o destemido Justiniano Emiliano de Souza fundasse a Federação Baiana de Culto Afro Brasileiro (Fecab). Seu vice da época foi Jorge Manoel da Rocha que em 1949 assumiu a presidência.

Os tempos foram difíceis, por isso só em 1974 o Ogan Antônio Monteiro assumiu a direção da Instituição. Sob sua gestão como presidente, foram registrados importantes terreiros de Candomblé da Bahia como: Casa Branca do Engenho Velho, Opô Afonjá, Gantóis, Casa de Oxumarê, Bate-Folha, Beiru, Alaketu, Tombenci e Tumba Junsara.

Antônio Agnelo dirigiu a instituição de 1977 até 1980, quando assume Luis Sérgio Barbosa que revezou a presidência com José Metério de Santana (Seu Benzinho) até o ano de 2000, quando assumiu Aristides Mascarenhas, o atual presidente. Aristides é Babalorixá e é conhecido como Pai Ari D’ Ajagunã.

Em 2001, Pai Aristides conseguiu para Dona Benedita de Oxum, Yá Ditinha, a aposentadoria. Foi um marco, pois ela foi a primeira Yalorixá a se aposentar como Candomblecista. Ainda em 2001, realizou-se uma assembleia para mudança da denominação de Federação Baiana de Culto Afro Brasileiro (Febacab) para Federação Nacional de Culto Afro Brasileiro (Fenacab).

Em 2002 foi criado o Código de Ética da Resolução da Religião Afro Brasileira, e no Rio de Janeiro foi eleito como representante regional o Babalorixá Marcos Penna D’Obaluaiyê.

Atualmente a Fenacab tem 5.440 casas filiadas a nível nacional e internacional, com coordenações municipais no Estado da Bahia em: Salvador, Itaparica, Alagoinhas, Simões Filho, Feira de Santana, Lauro de Freitas, Candeias e São Felix. Há também nos seguintes estados: Amazonas, Amapá, Maranhão, Goiás, Distrito Federal e Rio Grande do Sul. Conta ainda com coordenações internacionais em Portugal, Argentina e Suíça.

E os empreendimentos não param, pois será inaugurada no domingo, 18 de dezembro, às 15h, a Fenacab Sudeste, com sede no Rio de Janeiro.

Pai Aristides ressalta que a inauguração da Fenacab Sudeste (Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo), fortalecerá mais os laços entre a Bahia e o Rio de janeiro e aproximará mais as casas de culto desta região. “A nossa luta é pela nossa religião e sua liberdade de culto em todos os lugares que possível for estar presente!”.

Sonia Alvim, Coordenadora da Fenacab Sudeste ressalta também a ligação religiosa da Bahia e do Rio de Janeiro. “É muito importante a atuação da Fenacab no trabalho de reforçar nossa religiosidade em todas as partes, em particular, interligando Bahia e Rio de janeiro, berços da cultura afro-brasileira!”.

A inauguração da Fenacab Sudeste acontecerá com uma grande festa na quadra da tradicional escola de samba Estação Primeira da Mangueira. Na ocasião serão homenageadas personalidades da Umbanda e do Candomblé atual e in memorian vários Babalorixás e Yalorixás como: Pai João da Goméia, Mãe Regina de Bamgbose, Mãe Nitinha de Oxum, Mãe Natalina de Aziri, Tata Fumutinho e Mãe Omindarewá entre outros. A mídia e os divulgadores da cultura afro serão homenageados, e a nossa Coluna Orixás do jornal Expresso e o Blog Pai Paulo de Oxalá veiculado aqui pelo Extra online, também receberão homenagens. Durante a cerimônia acontecerá danças afro e Afoxés, e o encerramento ficará ao encargo da Bateria Nota 10 da Mangueira.

Axé!

Quadra da Mangueira: Rua Visconde de Niterói, 1072, Mangueira/RJ.

Fonte: Extra/Globo

Extraído do site de notícias Boa Informação
https://boainformacao.com.br/2016/12/fenacab-inaugura-sede-no-sudeste-com-premiacoes/