Breaking News

Filhos de Gandhy participam de festival em homenagem a Oxum

Evento no Parque Madureira une cultura e religião com exposições e shows

flaviadomingues em 15 de dezembro de 2014 às 13:24

 

 

 

O Parque Madureira, na zona norte do Rio, recebe no próximo dia 20 de dezembro, sábado, o Festival Oxum Rio Ijexá em homenagem a Oxum, Rainha das Águas Doces. O evento une cultura e religião, com o objetivo de preservar e disseminar a cultura afro-brasileira.

Está prevista uma carreata com o Afoxé Filhos de Gandhy por diversos bairros do Rio com a Orixá Oxum, artesanato afro-brasileiro e shows. Um deles será o da cantora Rita Bennedito, acompanhada do Tecnomacumba. A expectativa de público é  cerca de  10 mil pessoas.

Filhos_de_GandhiRio_-_sozia_Gandhi_Luiz_Barbosa_e_presidente_Carlos_Machado-450x300

 

A programação começa às 10 horas, no Ilê Ase Fumilayo Omin Dun, situado a Rua Carolina de Assis, 856, Honório Gurgel com carreata religiosa conduzida pelos Filhos de Gandhy  até o Alto da Boa Vista, na curva do S, local onde serão entregues os balaios (cesta com frutas e flores) em louvor às orixás (Oxum e Iemanjá).

A partir das 17 horas, a carreata segue para o Parque de Madureira onde acontecerá um cortejo com a imagem de Oxum (com 1.60 de altura) acompanhada por uma bailarina representando a orixá pelo Parque Madureira, além uma grande roda de Oxum.

“Este evento é de fundamental importância para propagar a cultura afro-brasileira para os adeptos e simpatizantes. E também ressalta o combate a intolerância religiosa e ter a nossa cultura respeitada ”, afirma Mãe Iva, idealizadora do festival.

A abertura será feita por Tião Cassimiro, considerado o Rei da Umbanda, junto com o grupo Passos da Zona Oeste, que fará uma apresentação coreografada dos malandros da Lapa. O show de Rita Bennedito acontece às 20 horas.

Dia de Oxum

Dia 8 de dezembro é considerado o Dia de Oxum. Comemorado anualmente, a data passou a ser considerada patrimônio imaterial do Estado do Rio de Janeiro, desde 2010. A Lei Oxum é dedicada à orixá, conhecida por ser  a Rainha das Águas Doces, de mulheres guerreiras e da maternidade.

Tecnomacumba

Entre os shows que acontecerão durante o Festival, um deles é o de Rita Benneditto há mais de 12 anos na estrada.  A cantora é criadora do Tecnomacumba, uma intervenção cultural que vem reafirmar a identidade do povo brasileiro, buscando mostrar o quanto a MPB deve às religiões africanas. O show, idealizado e produzido por Rita Benneditto, nasceu no Rio e ganhou vida própria por todo o país e até no exterior.O show será às 20 horas.

Resumo da Programação:

– 10 h, acontece a carreata religiosa no Ilê Ase Fumilayo Omin Dun, situado a Rua Carolina de Assis, 856, Honório Gurgel com carreata religiosa com os Filhos de Gandhy até o Alto da Boa Vista, na curva do S.

– 17 horas, cortejo no Parque Madureira com a imagem de Oxum (com 1.60 de altura) acompanhada por uma bailarina representando a orixá pelo Parque Madureira, além uma grande roda de Oxum.

–  20 h – Show de Rita Bennedito, do Tecnomacumba, Arena Fernando Torres.

 

 10866968_623422031103276_793643755_n

 

Extraído do site Catraca Livre
https://catracalivre.com.br/geral/agenda/indicacao/filhos-de-gandhy-participam-de-festival-em-homenagem-a-oxum/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *