Breaking News

Grupo discutirá propostas de combate à intolerância religiosa

Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e representantes de religiões de matriz africana se reuniram nesta terça-feira (10)

2dd1b648-aa92-413a-9305-b20e7c202e66

Brasília, 10/6/14 – O Ministério da Justiça anunciou, na tarde desta terça-feira (10), a proposta de criar um grupo de trabalho com o objetivo de debater ações de enfrentamento à discriminação e à violência contra praticantes de religiões de matriz africana.

A decisão foi anunciada em Brasília durante um encontro do ministro José Eduardo Cardozo com 25 praticantes da Umbanda e do Candomblé dos estados de Goiás, Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo e do Distrito Federal.  Na avaliação do ministro da Justiça, a articulação, focada em segurança pública, deverá envolver também outros setores do governo federal e representantes dos cultos nas cinco regiões do Brasil.

“O Ministério da Justiça dará total apoio a qualquer iniciativa que busque enfrentar esse problema, que, para mim, é inaceitável no século XXI”, disse o ministro Cardozo, ao se referir a qualquer ato de violência praticada conta esses grupos específicos.

O debate na Pasta terá coordenação do secretário-executivo, Marivaldo Pereira, da secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, e do secretário de Assuntos Legislativos, Gabriel Carvalho. “Vamos receber dos representantes das religiões sugestões para o debate e discutiremos os encaminhamentos a serem tomados”, acrescentou a secretária Regina.

Entre as ações previstas está a realização de cursos para agentes públicos sobre intolerância religiosa, a sistematização no país de registros de agressão e desrespeito ao direito de credo, além da criação de unidades de polícia especializadas em igualdade racial e religiosa.

Allan de Carvalho

Fotos: Isaac Amorim

Clique e acesse a galeria de fotos

 

1

 

2

 

unnamed unnamed (1)

Extraído do Blog rede Afro-Brasileira

http://redeafrobrasileira.com.br/forum/topic/show?id=2526150%3ATopic%3A311327&xgs=1&xg_source=msg_share_topic

 

 

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *