Breaking News

Homenagem à Yemanjá reúne milhares nas praias do Rio

2/2/2014 16:17

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

 

 

yemanjaYemanjá, Rainha do Mar para os cultos afro-brasileiros, foi reverenciada neste domingo

Em grande festa em homenagem à Yemanjá, milhares devotos do candomblé se reuniram domingo entre a Cinelândia, na Praça XV, Centro do Rio de Janeiro e nas praias da Zona Sul da Cidade, segundo estimativa da Polícia Militar. Com cânticos, danças, capoeira e muitas flores de oferenda, eles reverenciaram a “rainha do mar”, uma tradição oriunda da Bahia e já tem mais de 40 anos no Rio de Janeiro.

De acordo com o interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), Ivanir dos Santos, que também é sacerdote do candomblé (babalawo), a tradição conquista mais cariocas a cada ano e tende a ser tonar tão importante quanto a festa de homenagem ao orixá na Bahia, em Salvador, onde milhares de pessoas se reúnem para bençãos e oferendas no bairro Rio Vermelho.

Para Ivanir, há uma troca muito grande entre a cidade do Rio e as religiões de matriz africana. Ele lembra que a festa de réveillon, na Praia da Copacabana, tem origem na umbanda.“ A festa de ano novo nas praias do Rio foi feita a partir da manifestação dos umbandistas para a Yemanjá [quando é feito ritual na passagem do ano], de madrugada, vestidos de branco”, explicou.

Da Cinelândia, o cortejo de fiéis do Afoxé Filhos de Gandhi seguiu para a Praça XV,nas barcas, onde dezenas de pessoas aguardavam para as oferendas. Entre os devotos, estava Joana Matilde Ribeiro, de São Gonçalo, para quem Yemanjá é uma das mais importante orixás. “É o orixá da beleza, da saúde, da fartura. Tudo de bom e de ruim, e tudo ela leva e trás”, declarou.

Na Praça XV, o Afoxé Estrela de Oyá se antecipou e fez as oferendas logo no fim da manhã. A responsável pelo terreiro, Atanízia Cardoso, disse que a cerimônia faz parte de uma promessa que se estenderá por toda a vida da religiosa. No local, sob seu comando, os fieis fizerem uma saudação chamada de Xirê, que envolve cantos e danças. “Viemos reforçar nossa fé e cultura”, disse.

A celebração para Yemanjá se estendeu por toda a manhã e seguiu pela tarde com os fieis se reunindo para um almoço na sede da Federação dos Blocos Afros e Afoxés do Rio de Janeiro (Febarj), na Lapa. Foram servidos peixe, pirão e arroz, em referência aos elementos do mar.

Extraído do site Correio do Brasil:

http://correiodobrasil.com.br/noticias/rio-de-janeiro/homenagem-a-yemanja-reune-milhares-nas-praias-do-rio/681710/

 

Nota da Redação:

O editor do Awùre, Sérgio d´Giyan, é iniciado no Candomblé e entende que a foto ilustrada na matéria não traduz a imagem que temos do orixá Iyemanjá, pelo fato desse orixá ter origem em terras africanas. Como a ocidentalização tem o péssimo hábito de transferir os valores do ocidente em detrimento da real verdade, é constante esse tipo de erro na mídia, vide o que fizeram com a imagem de Jesus no cinema ao trazer como personagem principal um ator branco de olhos verdes.

 

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *