Breaking News

Igreja evangélica tem caixas de som apreendidas pela polícia após denúncia

 

 

Maelson Ventura

 

08/02/2017 às 14h15

 

Uma ação da Polícia Militar do Paraná tem se tornado assunto de debate nas redes sociais. Após denúncias, a PM apreendeu os equipamentos de som de uma igreja evangélica da cidade de Guarapuava, desde então um vídeo com a ação policial tem levantado questões para intolerância religiosa e a perturbação do sossego.

Uma das frequentadoras da igreja ficou indignada com a situação e usou as redes sociais para relatar o caso e afirmou que os fiéis sofrem perseguição e que no dia da apreensão o ensaio já teria finalizado.

Vale lembrar que tanto a intolerância religiosa como a perturbação do sossego são infrações previstas no código penal.

Art. 42. Perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheio:
I – com gritaria e algazarra;
II – exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais;
III – abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos;
IV – provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem guarda;
Pena – prisão simples de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses ou multa.

Art. 208. Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso;
Pena – detenção, de 1 (um) mês a 1 (um) ano, ou multa.

 

Confira o vídeo e a postagem sobre ele:

 

Extraído do portal 180  graus / Teresina – PI
http://180graus.com/geral/igreja-evangelica-tem-caixas-de-som-apreendidas-pela-policia

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *