Igrejas cristãs encerradas na Indonésia

Texto F.P. | Foto Lusa | 26/03/2017 | 11:41

Com o pretexto de prevenir eventuais ataques dos radicais islâmicos, as autoridades indonésias do distrito de Bogor proibiram três igrejas cristãs de realizar os serviços religiosos

A comunidade católica, que usava uma casa particular para as aulas de catequese, a Igreja Metodista da Indonésia e a igreja protestante Huria Batak, foram proibidas de prosseguir com o culto no distrito de Bogor, na Indonésia, alegadamente, para proteger os fiéis de possíveis ataques de grupos radicais muçulmanos.

A decisão, divulgada pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), surge na sequência dos atos intimidatórios ocorridos na passada semana por elementos de um movimento radical, conhecido como «grupo 11», que organizou marchas de apoiantes exigindo que aquelas igrejas, assim como a casa particular utilizada pelos católicos, fechassem portas.

O distrito de Bogor faz parte da região de Java ocidental, onde se tem vindo a registar um crescente número de casos de violência relacionados com intolerância para com minorias religiosas, nomeadamente os cristãos. O ano passado, foram identificados mais de 40 incidentes com minorias religiosas naquela região, adiantou a AIS.

 

Extraído do site Fátima Missionária / Fátima – PT
http://www.fatimamissionaria.pt/artigo.php?cod=36650&sec=8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *