Breaking News

Imaculada Conceição é festejada por fiéis na BA: ‘mulher extraordinária’

8 de dezembro é voltado para celebrações da Padroeira da Bahia.
Dom Murilo Krieger celebrou missa campal, que foi seguida de cortejo.

Do G1 BA | 08/12/2015 10h01 – Atualizado em 08/12/2015 12h31

 

Com imagem de Nossa Senhora da Conceição nas mãos, devota acompanha missa campal em Salvador (Foto: Maiana Belo/G1)
Com imagem de Nossa Senhora da Conceição nas mãos, devota acompanha missa campal em Salvador (Foto: Maiana Belo/G1)

Vestidos de amarelo, fazendo referência a Oxum, orixá que também é homenageado nesta terça-feira (8), Helbio Palmeira, 75 anos, e seu filho Astor, de 28, estiveram presentes na missa das 6h na Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia, no bairro do Comércio, em Salvador. [Veja aqui fotos das celebrações].

Vestidos de amarelo, fazendo referência a Oxum, orixá que também é homenageada nesta terça  (Foto: Rafael Teles/G1)
Vestidos de amarelo, fazendo referência a Oxum,
orixá que também é homenageada nesta terça
 (Foto: Rafael Teles/G1)

“Nossa Senhora é a mulher mais extraordinária que já existiu. Ela foi escolhida por Deus para carregar o seu filho”, exalta o aposentado, que há mais de 40 anos acompanha a celebração.

A homenageada do dia é padroeira do estado da Bahia e a data é feriado municipal em Salvador.

Logo cedo, representantes do Candomblé mostraram surpresa com o pequeno número de pessoas no entorno da igreja. O pai de santo Marcelo Gomes, de 39 anos, participa do festejo desde criança e disse nunca ter visto uma festa tão vazia.

“É uma tristeza ver que tão pouca gente está presente aqui hoje. Desde criança participo das celebrações e nunca vi as ruas tão vazias”, lamentou. O movimento cresceu a partir das 9h, com o início da missa campal. O G1 chegou ao local por volta das 7h20 desta terça-feira.  O cortejo, logo após a celebração, saiu por volta de 10h30 pelas ruas do Comércio.

“No candomblé, Nossa Senhora é Oxum, deusa do amor e da prosperidade. É sem dúvidas um dia com muito a se comemorar”, resumiu o pai de santo Marcelo Gomes sobre a importância da data para a religião dele.

Em meio ao cortejo estava a aposentada Ana Helena, de 76 anos, que todos os anos faz questão de assistir à missa e acompanhar o grupo de devotos em procissão. “Meus filhos ficam preocupados, mas eu não abro não de fazer essa caminhada. Nossa senhora me dá forças para chegar até o fim”, disse a aposentada, muito emocionada.

Vendedor de flores participa da festa de Nossa Senhora da Conceição há mais de 20 anos (Foto: Rafael Teles/G1)
Vendedor de flores participa da festa de Nossa
Senhora da Conceição há mais de 20 anos
(Foto: Rafael Teles/G1)

Movimentação
Por volta das 8h, as vendas em frente à Basílica ainda não agradava os comerciantes. O vendedor de flores, Noel Alves, de 64 anos, participa da festa há mais de 20. “Alguns anos atrás, isso aqui estava lotado. Não podemos abrir mão de um momento tão bonito de nossa história”, desabafou o vendedor.

 

Mas há também quem não poupe esforços para marcar presença na Basílica. “Moro em Candeias [Região Metropolitana de Salvador] e venho sempre. Tem tantos anos que venho que nem me lembro mais de quanto tempo já acompanhei essas missas. Essa festa eu não perco, só se eu não tiver como andar. Eu vejo Nossa Senhora como o ponto de partida por ter dito sim para gerar Jesus Cristo”, contou o aposentado José Antônio.

 

Aposentado José Antônio é morador de Candeias (Foto: Maiana Belo/G1)
Aposentado José Antônio é morador de Candeias
(Foto: Maiana Belo/G1)

Neste ano, conforme a Arquidiocese de Salvador, os festejos à Imaculada são baseados no tema “Nossa Senhora da Conceição da Praia nos aponta: Jesus Cristo, o rosto da misericórdia do Pai”.
“Essa é a festa mais tradicional da Bahia, começou com Tomé de Souza. O povo da Bahia se identifica e isso mostra o quanto Nossa Senhora é importante”, disse Dom Murilo Krieger, Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, que chegou ao local por volta das 8h30 para celebrar a missa campal.

Torcedora do Vitória pede graças ao rubro-negro em 2016 durante festa de Nossa Senhora da Conceição (Foto: Rafael Teles/G1)
Torcedora do Vitória pede graças ao rubro-negro
em 2016 durante festa de Nossa Senhora da
Conceição (Foto: Rafael Teles/G1)

Em meio aos fiéis, uma se destacou dentro da Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Feliz com o acesso para a Série A, a torcedora do Vitória, Dalva Araújo, de 41 anos, aproveitou para pedir um bom ano para o time do coração em 2016.

“Sou devota e venho para a missa todos os anos. Como também sou apaixonada pelo Leão, não custa nada unir o útil ao agradável, né? Nossa Senhora vai ajudar a termos um bom ano em 2016!”, contou a torcedora, que exibia uma tatuagem do time nas costas,

Nossa Senhora da Conceição
Padroeira da Bahia, a Imaculada Conceição recebe nesta terça-feira, em Salvador, uma série de homenagens, cumprindo uma tradição de mais de quatro séculos. Concepção da virgem Maria, mãe de Cristo, a santa é reverenciada por devotos católicos e também festejada pelo povo de santo.

Na Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia, igreja que concentra as principais missas comemorativas, adeptos do candomblé se juntam às celebrações vestidos de amarelo para homenagear “Oxum”, orixá conhecida como a rainha das águas doces.

Representação do sincretismo religioso, o evento dá continuidade ao calendário de festas populares do Estado, que foi iniciado na sexta-feira (4) com reverências à Santa Bárbara.

Fiéis se aglomeram na porta da igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia para missa campal (Foto: Maiana Belo/G1)
Fiéis se aglomeram na porta da igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia para missa campal (Foto: Maiana Belo/G1)
Fiéis agradecem graças conquistadas no ano de 2015 (Foto: Maiana Belo/G1)
Fiéis agradecem graças conquistadas no ano de 2015 (Foto: Maiana Belo/G1)
Antes do início das homenagens, movimento era tranquilo na igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia (Foto: Maiana Belo/G1)
Antes do início das homenagens, movimento era tranquilo na igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia (Foto: Maiana Belo/G1)
Devotos de Nossa Senhora da Conceição caminham em direção à igreja, em Salvador (Foto: Maiana Belo/G1)
Devotos de Nossa Senhora da Conceição caminham em direção à igreja, em Salvador (Foto: Maiana Belo/G1)

Extraído do portal de notícias G1 / Bahia
http://g1.globo.com/bahia/verao/2016/noticia/2015/12/com-movimento-pequeno-no-inicio-do-dia-fieis-homenageiam-padroeira.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *