Breaking News

Interesse Público: MPF combate pornografia infantil e intolerância religiosa na internet

Ação pede a retirada de vídeos que promovem ódio e discriminação contra religiões de matriz africana

 12/05/2014 – 16:22 | Fonte: PGR

O programa Interesse Público desta semana vai mostrar as medidas tomadas pelo Ministério Público Federal em casos de intolerância religiosa e pornografia infantil pela internet. Em São Paulo, o MPF denunciou dois diretores jurídicos do Google por não retirar conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. No Rio de Janeiro, o MPF pediu a retirada de 15 vídeos do Youtube que promovem discriminação e ódio contra religiões de matriz africana.

Também no programa desta semana, o MPF se esforça para deter a especulação imobiliária que põe em risco uma lagoa na região metropolitana de Fortaleza. Segundo a legislação, áreas marginais a lagoas e rios são áreas de preservação permanente e não podem ser ocupadas, justamente para preservar a lagoa. Em Sergipe, a ação do tempo e o descaso das autoridades ameaçam uma igreja e um acervo de obras sacras do século dezoito. O Ministério Público Federal entrou na Justiça para evitar a destruição desse patrimônio.

Outro destaque é a denúncia pelo MPF de três envolvidos em contrabando de lixo hospitalar. O material veio “importado” dos EUA em contâineres e seria usado ilegalmente como matéria-prima da indústria têxtil.

Onde assistir – O Interesse Público é uma revista televisiva semanal produzida pela Procuradoria Geral da República, em parceria com a AP Vídeo Comunicação e colaboração das unidades do MPF nos estados. O programa inédito é transmitido pela TV Justiça na terça-feira, ao meio dia, com reapresentações na quinta-feira, às 7 horas; no sábado, às 13 horas; e na segunda-feira, às 19 horas.

Você pode conferir o Interesse Público em tempo real, no site da TV Justiça (www.tvjustica.jus.br). As reportagens podem ser revistas no site da PGR (www.pgr.mpf.gov.br) link “Interesse Público” ou na página do MPF no Youtube (www.youtube.com/tvmpf). Envie críticas e sugestões pelo endereço eletrônico interessepublico@pgr.mpf.gov.br.

 

Extraído do Site Âmbito Jurídico

http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=visualiza_noticia&id_caderno=&id_noticia=115516

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *