Breaking News

Iyá Edelzuita celebra 70 anos de iniciação

Texto: Sérgio D´Giyan / MTE 35402/RJ

O asé localizado no Valqueire esteve em festa nessa segunda-feira (24), onde Mãe Edelzuita de Osogiyan pode comemorar 70 anos de iniciada.
DSCF3117
Iyá Edelzuita de Osogiyan
Foto: Sérgio D´Giyan

Edelzuita de Lourdes Santos de Oliveira ou mãe Edelzuita, deu seus primeiros passos no candomblé no terreiro da MãeMenininha do Gantois, em Salvador, BA. Em 1968 vem para o Rio de Janeiro e funda sua casa de santo.

Em 1977, fez parte do elenco do filme: A Força de Xangô, ao lado de Grande Otelo, Elke Maravilha e Dona Ivone Lara. Iyá Edelzuita é  Bacharel em Direito na Universidade Gama Filho. Preside o Instituto Nacional e Órgão Supremo Sacerdotal da Tradição e Cultura Afro Brasileira - INAEOSSTECAB, o qual em 1986, recebeu em nosso país o Presidente da África do Sul Nelson Mandela. Iyá Edelzuita é representante atuante no governo federal, oferecendo ao segmento de matriz africana, visibilidade, reconhecimento e respeito de outras lideranças religiosas.  No Rio lidera um evento cultural afro-brasileiro, a Lavagem do Bonfim, evento tombado pelo Arquivo Geral da Cidade . Em 2006, conquistou através do intermédio do Deputado Estadual Paulo Ramos a sanção da Lei n.5.297/08, oficializando do Dia das Tradições e Raízes de Matriz Africanas e Nações do Candomblé em Âmbito Estadual. Atualmente, Mãe Edelzuita acumula as funções de zeladora de seu asé com a vice-presidência do PPLE - Partido Popular da Liberdade de Expressão. Personalidades do candomblé e da política prestigiaram o evento, entre eles estavam Iyá Regina Lucia, do Asé Opo Afonjá, o Deputado Federal Jean Willys, o presidente nacional do PPLE, Marcelo Monteiro, Iyá Helena de Bessem, além de muitos outros sacerdotes. Fonte:  Wikipedia Mais fotos na página do Awùre no facebook.

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *